ensino básico

Diante de impasse judicial, escolas se dividem sobre o retorno presencial nesta segunda

Decisão do TJ neste domingo gerou uma série de dúvidas em instituições de Santa Maria

Natália Müller Poll
Foto: Foto: Renan Mattos (Diário)


Foto: Renan Mattos (Diário)

Mais um capítulo da polêmica volta às aulas foi escrito na tarde de domingo em Santa Maria, quando diversas escolas de Educação Infantil decidiram optar pela retomada das atividades, mesmo com a decisão do Tribunal de Justiça (TJ) de manter a suspensão que estava vigente desde o dia 28 de fevereiro.

Entenda a série de decisões que suspenderam o retorno das aulas presenciais

Às vésperas de iniciar o ano letivo de 2021, ainda em fevereiro, respirava-se insegurança por parte de pais, alunos e profissionais da educação, já que os números da Covid-19 passaram a aumentar rapidamente. Na última sexta-feira, o governador Eduardo Leite (PSDB) liberou a presencialidade das atividades e, desde então, a luta dos gestores de escolas e creches têm sido preparar os espaços para receber as crianças com a segurança sanitária exigida.

ENFRENTAMENTOS
Adequar a instituição aos protocolos de prevenção à Covid-19 é o que Sandra Fradalozo, proprietária e diretora da Escola Abelhinhas, vem fazendo desde o início de 2021. A instituição, que fica no Bairro Nossa Senhora das Dores, atua há quase 30 anos na cidade e, conforme Sandra, possui estrutura segura e dentro dos padrões exigidos pelo Centro de Operação de Emergência em Saúde para a Educação (COE-E).

- Nossos protocolos são seguidos à risca desde a entrada da criança, passando pelos momentos de alimentação e recreação, até o momento de ir embora. Nossos funcionários têm roupa específica e higienizada exclusivamente para trabalhar, para evitar o máximo de contato com o lado de fora. Temos até uma sala de isolamento, caso a criança tenha algum sintoma e precise se separar do restante da turma - relata a diretora.

Em decisão neste domingo, Justiça diz que aulas presenciais seguem suspensas em todo o RS

Com queda de 33,4% no número de alunos matriculados do ano passado para cá, a escola vem se mantendo com as atividades remotas, apoiada na esperança da liberação oficial das atividades presenciais. Conforme a empresária, grande parte das escolas decidiu voltar às aulas ainda nesta semana - algumas na segunda-feira, outras na quarta. No entanto, a última posição da prefeitura, divulgada na noite deste domingo, orienta que as atividades não sejam retomadas.  

Até o fim da tarde de domingo, o Sindicato Intermunicipal dos Estabelecimentos de Educação Infantil de Santa Maria (Sindicreche) não se manifestou a respeito. A delegada do órgão, Stefanie Santos, relatou:

- Por enquanto, não fomos informadas, estamos esperando manifestação da PGE ou do governo do Estado.

Orientação da prefeitura é que atividades presenciais não sejam retomadas nesta segunda-feira

O Diário contatou sete instituições de ensino da cidade na tarde de domingo. Mesmo com possibilidade de mudanças, a maioria delas diz não ser o momento de retomar as aulas presenciais e ainda aguardam orientações dos órgãos públicos. Três delas retomarão as atividades nesta semana - uma na segunda, outra na terça e outra na quarta-feira -, e as quatro demais, não se manifestaram. 


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190