nota do enem

Com prazo ampliado, Sisu tem mudança no cálculo da nota de corte

O Ministério da Educação prorrogou o prazo de inscrição para o Sisu para o dia 14 de abril, às 23h59min

18.357
Foto: Foto: Renan Mattos (Diário)


Foto: Renan Mattos (Diário)

O Ministério da Educação (MEC) anunciou no domingo uma mudança no cálculo das notas de corte dos cursos do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), e como consequência, na classificação parcial dos candidatos. Além disso, houve prorrogação do período de inscrição até as 23h59min de quarta-feira. O Sisu é um sistema que usa as notas do Enem para que candidatos tentem uma vaga nas universidades públicas brasileiras

A alteração do cálculo aconteceu após uma série de críticas dos estudantes. Na prática, a decisão do MEC acaba com a classificação dupla, ou seja, se o candidato tivesse nota suficiente para passar nas suas duas opções em que se inscreveu, ele aparecia na classificação parcial das duas. No momento da inscrição no sistema do Sisu, os candidatos escolhem duas opções de curso. Porém, quando terminam as inscrições, a classificação final elimina a segunda opção, pois passando nas duas, prevalece a primeira opção. Isso acabava inflando a nota de corte de alguns cursos e dificultando a decisão dos estudantes nas inscrições. 

Pelo menos 12 escolas de Educação Infantil já fecharam na cidade

Agora, com a mudança, se o candidato está dentro da classificação na primeira opção, ele não aparece na classificação da segunda opção. Na sexta-feira, o MEC já havia decidido ampliar o prazo para inscrição no programa até a próxima quarta-feira, mas não havia explicado a alteração nem tinha mencionado os critérios do sistema.

- Muitos estudantes estavam reclamando que essa classificação dupla fazia com que muitos candidatos desistissem dos cursos que realmente queriam. A mudança vem para auxiliar no processo decisório do candidato no Sisu que é complexo e envolve diversas variáveis como curso, universidade, cota, nota mínima - explica a relações públicas da UFSM e integrante da Comissão de Ingresso Acadêmico, Julia Cervo. 

O QUE DIZ O MEC
Em nota divulgada neste domingo, o Ministério da Educação esclarece como vai funcionar o sistema: "de zero hora até uma hora de terça-feira o sistema fará o processamento e a apresentação do primeiro ranqueamento das inscrições nesse formato; o segundo momento ocorrerá de zero hora até uma hora de quarta-feira". Com isso, os candidatos terão os dois últimos dias de inscrição, terça e quarta, para refazer suas opções. É bom lembrar que o estudante pode alterar suas escolhas a qualquer momento até o prazo final do Sisu, que considera a última seleção. 

O MEC, apesar da mudança, defendeu o sistema que foi usado nas duas edições de 2020 e estava em vigência na primeira edição de 2021 até agora. "Em nenhum momento isso configurou erro ou desvirtuamento na divulgação das notas de corte, já que ambas as formas de geração e apresentação desses dados estão em total acordo com as regras que regem os processos seletivos do Sisu, desde 2012, conforme a Portaria Normativa", diz a nota.

Em todas universidades do país que participam do Sisu, são ofertadas um total de 209 mil vagas. Na UFSM são 3.416 vagas entre os 89 cursos. A Unipama oferta 2.335 vagas distribuídas em 70 cursos em 10 campi. Os resultados do sistema de seleção devem ser divulgados na próxima sexta-feira.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190