retorno presencial

Aulas do Ensino Fundamental podem ser retomadas a partir da próxima quarta-feira

Estado antecipou liberação de volta para o Fundamental. Antes, data previa retorno apenas dos anos finais

18.398
Foto: Foto: Pedro Piegas (Diário)


Foto: Pedro Piegas (Diário)

ATUALIZADA: matéria atualizada às 20h09min em 22 de outubro de 2020

O governo do Estado antecipou a liberação das atividades presenciais dos anos iniciais do Ensino Fundamental para a próxima quarta-feira. Inicialmente, a permissão seria a partir do dia 12 de novembro. A mesma data marcará a liberação do retorno das aulas dos anos finais deste nível.

Escolas estaduais podem retomar aulas presenciais a partir de 20 de outubro

Conforme notícia veiculada pelo Executivo estadual, a decisão foi baseada na redução dos indicadores de propagação do coronavírus no Rio Grande do Sul. A medida foi tomada após debate do Gabinete de Crise nesta quinta-feira. 

O calendário segue com previsão deliberação às aulas presenciais. Os pais e responsáveis que preferirem manter os filhos em casa, com ensino remoto, têm autonomia para optar por esta decisão.

O cronograma de levantamento das restrições a atividades presenciais nas escolas foi divulgado pelo governo do Estado em 1º de setembro. Em Santa Maria, as escolas de Educação Infantil particulares têm permissão para retornar a partir desta segunda-feira. Para as municipais, ainda não há previsão de liberação.

O QUE DIZEM ENTIDADES
Conforme o representante do 2º núcleo do Cpers/Sindicato, Rafael Torres, o Estado não garantiria o retorno seguro dos alunos e, por isso, a retomada não deveria acontecer: 

- O governo não conseguiu nem entregar EPIs nas escolas, nem para o retorno que já havia programado. Nós continuamos com o mesmo princípio, pela manutenção do ensino remoto até o final do ano - defende Torres.

Uma liminar foi deferida a pedido do Cpers para que as aulas só retornem nas escolas em que houver número suficiente de EPIs. O sindicato afirma que nenhuma instituição estadual está completamente preparada para a retomada, tanto na questão de equipamentos de proteção, quanto de profissionais que trabalhem na higienização dos ambientes.

O Sindicato dos Professores Municipais de Santa Maria (Sinprosm) também se posicionou sobre o assunto. Segundo a integrante da diretoria, Martha Najar, o sindicato é contra o retorno presencial das aulas:

- Os professores nunca pararam e, de alguma forma, estão em trabalho remoto procurando da melhor maneira atender os alunos. Outra questão é que as famílias se organizaram desde março para enfrentar a suspensão das aulas presenciais e, agora, faltando por volta de 50 dias letivos, teriam que se reorganizar novamente até as férias.

Martha destaca ainda as pesquisas realizadas com as comunidades de escolas:

- Os resultados indicam que os pais, em sua maioria, também não concordam com o retorno presencial das aulas.

*Com informações do governo do Estado


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190