retomada gradual

Antes de suspensão da Justiça, escolas particulares se preparavam para volta de aulas presenciais

Ensino Infantil e primeiros anos do Fundamental podiam ter atividades presenciais, segundo decreto estadual, mas TJ vetou essa possibilidade

Janaína Wille e Arianne Lima
Foto: Foto: Renan Mattos (Diário)


Foto: Renan Mattos (Diário)

Com a possibilidade de aulas presenciais para turmas de Educação Infantil e 1º e 2º ano do Ensino Fundamental mesmo na bandeira preta, escolas particulares de Santa Maria anunciaram, durante o final de semana, o retorno das atividades para essas turmas a partir desta segunda-feira. Porém, uma decisão judicial tomada no final da noite deste domingo suspendeu o retorno das atividades nas escolas. O TJRS decidiu cancelar a volta às aulas presenciais em todo o Rio Grande do Sul.

Dos 10 colégios consultados pelo Diário no sábado e no domingo, todos pretendiam ter aulas presenciais ou híbridas (quando parte dos alunos fica em casa e outra parte vai à escola) para os níveis de ensino permitidos pelo Estado (veja abaixo).

A maioria das escolas já havia planejado um retorno presencial para a última segunda-feira, dia 22. Mas, no domingo, dia 21, a prefeitura de Santa Maria publicou um decreto em que frustrou esse retorno, uma vez que suspendeu por uma semana todas as atividades presenciais para o Ensino Fundamental e Médio. Apenas o Ensino Infantil teve permissão para a presencialidade.

Provas presenciais do Politécnico e Ctism são adiadas

Já na última quinta-feira, quando anunciou que todo o Rio Grande do Sul estaria em bandeira preta até o dia 7 de março, o governo do Estado manteve a suspensão das aulas nessa classificação de bandeira, mas permitiu duas exceções: o Ensino Infantil e as turmas de 1º e 2º ano de Ensino Fundamental. Como a prefeitura acatou na íntegra o decreto estadual, as escolas da cidade poderiam continuar com as aulas na Educação Infantil (que também já eram permitidas pelo decreto municipal válido até o domingo, dia 28) e poderiam ainda iniciar as atividades presenciais nas turmas de 1º e 2º ano do Fundamental a partir desta segunda-feira. Mas a decisão judicial na noite deste domingo, dia 28, deve cancelar todos esses planos, pois proíbe as atividades presenciais em todas as escolas públicas e particulares do Rio Grande do Sul.

ESCOLAS MUNICIPAIS

As escolas municipais de Santa Maria vão seguir apenas com atividades remotas em todos os níveis de ensino, segundo a Secretaria Municipal de Educação. A decisão será reavaliada todas as semanas, considerando os planos de contingência aprovados pelo Centro de Operação de Emergência em Saúde para a Educação (COE-E) Municipal, os Planos de Ação Pedagógica de cada escola e a classificação das bandeiras.

Sobre a possibilidade de ensino híbrido, a secretária municipal de Educação, Lúcia Madruga, argumenta que será necessário acompanhamento prévio por parte dos órgãos responsáveis às instituições de ensino.

UFSM abre 3.416 vagas para ingresso no primeiro semestre pelo Sisu

- Nosso plano é fazer o acompanhamento das escolas com a vigilância sanitária, o COE-E e a própria Secretaria de Educação para avaliar a situação, antes de retornar com o presencial - afirmou a secretária, lembrando que não há previsão de data para retorno das aulas presenciais na rede municipal.

ESCOLAS ESTADUAIS
O calendário do governo estadual, elaborado ainda em janeiro, prevê que, no dia 8 de março, voltem as aulas presenciais para os alunos do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) nas escolas estaduais. No dia 11 de março, os alunos do 6º ao 9º ano deveriam retomam as atividades. E, no dia 15, os do Ensino Médio e Técnico. Devido ao agravamento da pandemia no Rio Grande do Sul, ainda não se tem a certeza de que esse cronograma poderá ser seguido - e a decisão judicial deste domingo, dia 28, pode atrapalhar também esses planos.. A atual bandeira preta em todo o Estado vigora até o dia 7, um dia antes da previsão de retorno do Ensino Fundamental nas escolas estaduais. Mas as medidas restritivas da bandeira preta, assim como suspensão das aulas, ainda poderão ser prorrogadas durante a semana.

Em uma transmissão na última quinta-feira, dia 25, o governador do Estado, Eduardo Leite (PSDB), reforçou que as medidas adotadas para o funcionamento das atividades referentes aos ensinos podem ser reavaliadas a cada semana:

- Nós mantemos na bandeira preta o que foi entendido como alteração necessária para evitar impactos na aprendizagem, no desenvolvimento das capacidades cognitivas e até do desenvolvimento emocional dessas crianças que têm maior dificuldade, se não impossibilidade do ensino remoto. Por isso, a Educação Infantil e o ensino do primeiro e segundo ano, que são os de alfabetização, devem permanecer durante a bandeira preta. 

Confira os colégios particulares de Santa Maria que pretendiam retomar aulas presenciais para 1º e 2º anos do Ensino Fundamental nesta segunda-feira (NO DOMINGO À NOITE, DECISÃO JUDICIAL MANDOU SUSPENDER O RETORNO DAS AULAS PRESENCIAIS NAS ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES DE TODO O ESTADO)

  • Colégio Marista Santa Maria
  • Centenário
  • Fátima
  • Riachuelo
  • Palotti - Patronato
  • Escola Medianeira
  • Coração de Maria
  • Providência
  • Marco Polo
  • Santa Catarina

 O Diário não conseguiu contato, nem encontrou informações em redes sociais ou sites sobre as atividades presenciais nos colégios Sant'Anna e Adventista. Já as escolas particulares de Ensino Médio, conforme estabelecido pelo governo, devem seguir apenas com atividades remotas, como é o caso do G10 e Instituto São José


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190