pesquisa

VÍDEO: preço da carne sobe na pandemia, mas se mantém estável se comparado a janeiro

Especialista diz que preço dos cortes vai sofrer elevação até o final deste ano

18.404
Foto: Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)

Foto: Gabriel Haesbaert (Diário) 

Não é somente o preço do arroz e do feijão que está pesando no bolso do consumidor na hora de ir ao supermercado. Durante a pandemia, os cortes de carne bovina também sofreram reajuste. De acordo com pesquisa do Núcleo de Estudos em Sistemas de Produção de Bovinos de Corte e Cadeia Produtiva (Nespro) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), algumas peças subiram mais de 10%, como a costela. O aumento das exportações, principalmente para a China, ajuda a pressionar os preços. 

Contudo, mesmo em alta, quem for fazer um churrasco para comemorar a Semana Farroupilha vai encontrar a carne mais barata do que no início do ano em Santa Maria. Na manhã de ontem, a reportagem percorreu alguns supermercados e açougues da cidade e, dos sete cortes selecionados, quatro sofreram redução de preço em relação à pesquisa feita em janeiro. O quilo da maminha, por exemplo, está R$ 3,50 mais barato. 

Quatro entidades tradicionalistas confirmam programação adaptada para a Semana Farroupilha

- O preço da carne tem se mantido estável. Há alguns cortes, como paleta e agulha, e a carne suína que estão com preços muito bons. Talvez alguns cortes, como picanha, filé e carnes mais nobres tenham subido e é uma coisa natural do mercado - diz o presidente do sindicato que representa os donos de supermercados em Santa Maria (Sindigêneros), Eduardo Stangherlin.

Estável ou não, o valor praticado não agrada aos consumidores. A aposentada Célia Portelini, 62 anos, afirma que a principal alternativa é a carne moída ou outros tipos de carne. 

- Notei que durante a pandemia subiu muito os preços. Estou comprando menos cortes e mais guisados para tentar driblar isso um pouco - relata

Confirmada data de divulgação do edital da concessão da RSC-287

FUTURO

O professor Leonir Luiz Pascoa, do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), diz que a tendência é que até o final do ano o preço tenha elevação de 5% a 10% na cidade. O aumento da demanda, aliado às exportações, irão colaborar com o cenário. 

- O preço da carne ainda vai subir na primavera e atingir o auge no verão. O preço do boi, no inverno, subiu muito e agora vem baixando um pouco. Em outubro e novembro, ele volta a subir. Isso sempre foi assim em função da oferta - afirma o professor.

Local Costela janela MaminhaAgulha c/ osso AlcatraCoxão molePicanha Filé Mignon
Rede Vivo (Av. Hélvio Basso)R$ 19,90R$ 35,99R$ 18,99R$ 37,99R$ 34,79R$ 39,99R$ 41,99
Beltrame R$ 22,90R$ 36,90R$ 14,80R$ 37,50R$ 32,90R$ 45,90R$ 47,90
Supermercado Peruzzo R$ 22,98R$ 32,98R$ 15,89R$ 33,98R$ 28,98R$ 47,98R$ 52,98
Supermercado Big R$ 25,50R$ 29,90R$ 20,50R$ 40,50R$ 32,99R$ 49,90$ 44,90
Supermercado Stangherlin/Rede Super R$ 22,90R$ 34,70R$ 15,90R$ 34,90R$ 31,70R$ 59,90R$ 49,90
Meat Shop
(RSC-287, Camobi)
R$ 21,90R$ 39,90R$ 14,90R$ 29,90R$ 29,90R$ 39,90R$ 49,90
Casa de Carnes Camobi (RSC-287)R$ 22,90R$ 33,90R$ 16,90R$ 33,90R$ 30,99R$ 42,90R$ 44,80
Rancho das Carnes
(R. Tuiuti, Bairro Fátima) 
R$ 28,90R$ 45,90R$ 16,90R$ 42,90R$ 36,90R$ 59,90R$ 49,90
Média de preços R$ 23,48R$ 36,27R$ 16,84R$ 36,44R$ 32,39R$ 48,29R$ 47,78


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190