sinta-se em casa

VÍDEO: em novo formato, café de Santa Maria mantém tom intimista depois de um ano fechado

Salu's Casa e Café fechou em março de 2020 e reabriu somente em maio de 2021. Agora, o café funciona com um formato que ajuda a prevenção, além dos protocolos obrigatórios sem deixar de lado o sentimento caseiro característico do local

Leonardo Catto
Foto: Foto: Pedro Piegas (Diário)

Foto: Pedro Piegas (Diário)

Por um ano e um mês, o cheiro de manjericão e chá de abacaxi do Salu's Casa e Café ficou restrito à memória. Foi o tempo em que o café, aberto em 2016 por Luciana da Silva e Silva, 37 anos, ficou fechado durante a pandemia. Em nova fase, somente com agendamento, Luciana ganhou um novo sócio, Maurício Moraes Guerreiro, 32 anos, para reabrir com segurança.


UFSM inicia recrutamento de voluntários para novo teste de vacina contra Covid-19

As reservas funcionam de quarta a domingo. Em dias de semana, são três horários disponíveis. Aos finais de semana, quatro. A ideia surgiu para adaptar o serviço ao que seria sustentável para os proprietários sem desvirtuar a ideia de atenciosidade com quem vai ao local.

- É o que temos acompanhado no cenário do mundo. As reservas sempre foram tradicionais dependendo do lugar. Nesse caso, foi pegar essa ideia e também nas questões sanitárias da pandemia, do lugar ser menor, para poder atender todos que queiram vir. Não é todos os dias da semana, porque merecemos folga e articulamos nas redes sociais. Mas foi pensando em tudo que acontece hoje e no desejo das pessoas. O café representa uma casa, as pessoas precisam saber que estão seguras também aqui - explica Guerreiro.

COMO RESERVAR

  • Pelo Instagram
  • Quarta, quinta e sexta - 14h30min, 16h30min e 18h30min
  • Sábado e domingo - 14h30min, 16h, 17h30min, 19h

CONCEITO
Um ano antes da abertura, Luciana já vendia parte do cardápio do Salu's nas edições do Brique da Vila Belga. A mudança para o endereço na Rua Barão do Triunfo consolidou o projeto da então professora de inglês, que lecionou por cerca de 10 anos antes de mudar de profissão.

- Eu tinha a ideia de ter um lugar como um café, mas não com uma pegada industrial. O tom intimista é proposital, mas acontece de uma forma orgânica. As coisas foram acontecendo - conta Luciana.

A decoração é reflexo da casa de Luciana. De certa forma, o lugar acaba por ser extensão de si mesma e ideias que habitam a cabeça dela. Por isso, o Salu's busca acolhimento a quem for lá para ler (nos livros, ou nas paredes), assim como prioriza a valorização da arte feita por mulheres, com exposições e, antes da pandemia, apresentações. Agora, o tom é mantido, mas o modelo se adaptou.

- Eu queria que tivesse essa cara de casa e queria produzir livremente. Antes da pandemia, usava o que tinha disponível em estoque, inspiração pelo dia. Agora, na cozinha, eu tenho a colaboração do Maurício. Eu produzia por inspiração, porque era mais livre, mas hoje em dia a gente tem que controlar. Temos que saber o número de reservas e tentar produzir para aquele dia. Se o mundo tá assim, a gente tem que ser mais sustentável também - afirma.

PROTOCOLOS
O atendimento poderia reunir mais clientes, mas os sócios preferiram manter a cautela para a reabertura. Assim, eles esperam assegurar maior prevenção em relação ao contágio do coronavírus, já que menos pessoas passam por lá. A espaçamento entre os horários de reservas também espera manter o tom intimista do lugar para quem já o frequentava antes da pandemia. É o caso do estudante de Filosofia, Rael Oliveira dos Santos, 21 anos. 

- Eu consigo me sentir em casa, acolhido. O que a gente encontra aqui tem um trato com o alimento que passa do ato de servir uma comida. A gente recebe uma intenção depositada pela Lu ainda no início do projeto. Se cria um ambiente harmônico - comenta.

A pandemia obriga o resguardo para prevenção. Em um momento de sequentes reaberturas, pode haver desconfiança de qual local é seguro frequentar. Nesse contexto, o Salu's espera garantir que, mesmo saindo, o santa-mariense sinta-se em casa.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190