rodovias estaduais

Pedágio ficará mais barato para carros nas rodovias estaduais

Para caminhões, valor deve aumentar. Segundo o governo, 82% do fluxo nas praças de pedágio da EGR são de carros de passeio

18.404
Foto: Foto: Jefferson Bernardes

Foto: Jefferson Bernardes

O governo do Estado aprovou, nesta quinta-feira, a redução de 10% no valor da tarifa de carros de passeio nas rodovias estaduais concedidas à Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR). Por outro lado, os caminhões terão um aumento de 51,8% sobre o que era cobrado. A mudança terá de passar pelo aval do Conselho de Administração da EGR em março e, portanto, deverá ser aplicada aos motoristas a partir de abril.

Pagamento do IPVA nesta semana garante desconto de até 21,6%

Com isso, quem sai de carro com destino a Porto Alegre, que antes precisava desembolsar R$ 36,80 para ir e voltar, vai economizar R$ 1,40. Ao todo são três pedágios no caminho: dois da EGR e um da CCR ViaSul, que não sofreu mudança de preço.

A explicação para a alteração dos valores está no sistema próprio que a EGR adotava. Antes, cada eixo comercial correspondia a 59% da tarifa básica. Agora, um eixo passará a ser igual a uma tarifa básica, multiplicando sucessivamente.

VÍDEO: lojas puderam abrir neste feriado de Carnaval em Santa Maria

- Se nós apenas aplicássemos o fator eixo, os valores das tarifas subiriam para todos os veículos. No entanto, nosso governo optou por abrir mão dessa receita e aplicou uma redução de 10% na tarifa básica, que impactará na redução dos valores pagos por carros de passeio e em um aumento para veículos de carga, mas num aumento menor do que poderia ser se nós não tivéssemos tomado essa decisão - justificou o governador Eduardo Leite (PSDB).

MOVIMENTO
Segundo o governo, 82% do fluxo nas praças de pedágio da EGR são de carros de passeio. Os caminhões representam 18% do fluxo nas estradas administradas pela estatal.  

Último equipamento para fábrica da Cyrilla chega na próxima semana

- Essa adequação tarifária também contribuirá para que a concessão de mais de mil quilômetros que estamos elaborando com o BNDES seja exitosa, pois demonstra ao mercado que o RS está alinhado com a realidade do país - afirma o secretário de Governança e Gestão Estratégica, Claudio Gastal.

Custo a mais deve respingar no aumento dos fretes

O aumento do valor dos pedágios da EGR para os veículos de carga não agradou aos setores que representam os caminhoneiros. Para presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Condutores de Veículos Rodoviários de Santa Maria (Sintracover), Rogério Santos, invariavelmente, o aumento irá acarretar no reajuste dos preços dos frentes e, consequentemente, das mercadorias.

- Somos totalmente contrários a qualquer tipo de aumento. Certamente vai acabar em custos. Tudo é transportado por caminhão: alimentação, combustíveis, tudo - afirma.

Segundo Santos, o custo a mais nas viagens de caminhão pela RSC-287 será repassado aos custos do frete.

- Nem as transportadoras nem o profissional autônomo vão ficar com esses custos - afirma.

Por outro lado, a duplicação da RSC-287, entre Santa Maria e a BR-386, poderá não sair do papel tão cedo devido a mudanças no projeto do governo estadual.

OS NOVOS VALORES
Como ficam as novas tarifas para carros de passeio dos pedágios da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), aprovados na manhã de quinta:  

MunicípioValor atualNovo valor
CoxilhaR$ 4,90R$ 4,40
Gramado, São Francisco de Paula e Três CoroasR$ 7,90R$ 7,10
Venâncio Aires, Candelária, Cruzeiro do Sul,
Encantado, Boa Vista do Sul, Flores da Cunha,
Santo Antônio da Patrulha e Viamão
R$ 7R$ 6,30
Campo BomR$ 3,25Mesmo valor 
Portão R$ 6,50Mesmo valor 


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190