Deni Zolin

Empresas de transporte coletivo pedem socorro aos governos

Com a pandemia do coronavírus, movimento de passageiros caiu de 80% a 90% em Santa Maria e no país

18.306
Foto: Prefeitura de Santa Maria, Divulgação

Prefeitura de Santa Maria (Divulgação)

A queda de 80% a 90% no número de passageiros no transporte coletivo de Santa Maria e também no resto do país está fazendo as entidades do setor pedir socorro aos governos. Aqui na cidade, já foi pedida isenção do pagamento do Imposto sobre Serviços e o pagamento de um subsídio ao transporte.

Para o governo federal, as entidades nacionais do setor pediram isenção de PIS/Cofins sobre diesel e dos encargos sociais, subsídios em valor a fundo perdido, financiamentos, valores para bancar as gratuidades e suspensão temporária de contratos de trabalho para evitar demissões. Caso contrário, temem quebra de empresas e graves consequências ao transporte público.

VÍDEO: aulas da rede municipal não voltam antes de 20 de abril, diz Pozzobom

Muitos vão dizer que o governo não deve salvar as empresas, mas essa é uma situação excepcional. Além do mais, o transporte público é essencial e pode parar de funcionar se as empresas quebrarem. Muitas vezes, as empresas precisam manter uma frota grande por exigência do próprio poder público, mesmo que quase não haja passageiros, já que muitos trabalhadores precisam ir ao serviço.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190