Desenvolvimento regional

Das duas barragens iniciadas em 2008 na região, só uma tem prazo para ser concluída

Produção de seis cidades pode crescer R$ 1,2 bilhão por ano devido à ampliação da irrigação

18.306
Foto: Foto: Edison Silva (arquivo pessoal)
Barragem Jaguari está em obras e pode ficar pronta em 2022


Foto: Edison Silva (arquivo pessoal)/Barragem Jaguari está em obras e pode ficar pronta em 2022

Quando as obras das barragens do Jaguari e Taquarembó iniciaram, em 2008, o Estado era governado por Yeda Crusius, e o país, por Lula. Vários governos já se passaram e, mesmo assim, as obras ainda não têm uma data exata para serem concluídas. A barragem do Arroio Jaguari, que fica entre São Gabriel e Lavras do Sul, tem a situação menos complicada, pois deve ser concluída em 2022, mas ainda faltará fazer os canais de irrigação. Já a do Arroio Taquarembó, entre Lavras do Sul e Dom Pedrito, está com as obras paralisadas desde 2017 porque a construtora desistiu do contrato, e o Estado tentará fazer nova licitação ainda este ano.

Ambas as obras, que vão beneficiar centenas de produtores rurais na bacia do Rio Santa Maria, estão muito atrasadas porque tiveram várias paralisações nos últimos 13 anos.

No caso da barragem de Jaguari, a Secretaria Estadual de Obras informa que já foram gastos R$ 150 milhões e que serão aplicados outros R$ 100 milhões para concluir a obra e os canais de irrigação. A construtora Sultepa está finalizando a fase 1 e com 40% da fase 2. Segundo o secretário estadual de Obras, José Stédile, a previsão é concluir a barragem em março de 2022.

- Dos canais, atrasou um pouco em função da desapropriação das áreas. Falta apenas um acordo para os canais - diz Stédile.

Já o presidente da Associação dos Usuários das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Santa Maria (URSM), Edison Silva, acredita que as obras de Jaguari só serão concluídas no segundo semestre do ano que vem, já que as chuvas prejudicam os trabalhos. É que essa barragem é feita de argila (na foto acima). Para a represa ser enchida, será preciso ter, até lá, todas as licenças ambientais. Quando isso ocorrer, haverá garantia de mais água para os produtores com terras ao lado do rio, mas não se sabe se os canais de irrigação já estarão prontos. São eles que beneficiarão outros agricultores, mais distantes do curso do rio.

Santa Maria tem a tarde mais fria para junho nos últimos 60 anos

A barragem de Taquarembó parou em 2017, quando a mineira Sanenco desistiu do contrato. Desde então, a Secretaria Estadual de Obras atualiza os projetos, que tinham sido feitos em 2007, quando as regras de projetos eram diferentes, segundo o diretor do Departamento de Estudo e Obras de Barragens e Canais, o engenheiro Luiz Ricardo Saenger.

De acordo com o governo do Estado, a previsão é, no segundo semestre do ano, lançar a licitação para concluir a barragem, que é de concreto armado e está com 23 metros de altura concluída, faltando cerca de 11 metros. O Estado estima que, após a retomada, serão necessários 18 meses para terminar a barragem.

- Taquarembó está 60% pronta. Já foram gastos R$ 140 milhões e falta investir R$ 120 milhões, dinheiro que já temos disponível - garante o secretário estadual de Obras.

DESAFIO É CONSTRUIR 350 KM DE CANAIS DE IRRIGAÇÃO

Para construir os 350 quilômetros de canais de irrigação das barragens Jaguari e Taquarembó (foto ao lado), que levarão água para centenas de produtores rurais, ainda é necessário vencer algumas etapas. A expectativa é licitar ainda este ano a contratação da empresa que fará o projeto executivo dos canais, em que é definido também o traçado definitivo, para, depois, fazer a licitação e contratar as construtoras que vão construir as estruturas para levar a água até as propriedades rurais. Tudo isso ainda pode levar alguns anos.

Obra do Centro de Eventos do CDM está paralisada novamente

Para o presidente da associação dos usuários das barragens, Edison Moreira Silva, os ganhos para a região serão inúmeros. Estudos estimam que a área plantada de arroz poderá aumentar em 29 mil hectares, e a de soja, em 21 mil hectares, com a garantia de água. Além disso, a irrigação poderá viabilizar investimentos em outras culturas. As barragens também garantirão o abastecimento de moradores de cidades como Dom Pedrito e Rosário do Sul em época de estiagem, além de ajudar a evitar enchentes no Rio Santa Maria.

- Existe uma estimativa de aumento de R$ 1,2 bilhão por ano em faturamento e 4,5 mil empregos só com o incremento da produção agrícola nessas seis cidades: São Gabriel, Rosário do Sul, Lavras do Sul, Cacequi, Livramento e Dom Pedrito. É que o aumento da produção impacta em toda cadeia da economia - diz Silva, citando que isso provoca aumento de caminhões, silos e prestadores de serviços dos mais variados.

A associação será responsável por administrar as barragens, e os associados pagarão uma taxa apenas para bancar a manutenção da estrutura.

A SITUAÇÃO DAS DUAS OBRAS

Barragem Jaguari

Situação atual - Em obras. Deve ser concluída em 2022

Altura - 27 metros (equivalente a 10 andares)

Dimensões - Maciço da barragem é de argila compactada, tendo 1,2 km de extensão e largura de 100 metros na base e de 10 metros no topo

Abrangência - Lavras do Sul, Rosário do Sul e São Gabriel

Localização - Arroio Jaguari, na bacia do Rio Santa Maria

Volume - 152 milhões de m3

Área beneficiada - 45 mil hectares (ha)

Benefícios - Irrigação, controle das cheias e abastecimento da população de Rosário do Sul


Barragem Taquarembó

Situação atual - Parada desde 2017, com 60% pronta. Deve ser licitada de novo este ano

Altura - 34 metros

Dimensões - 382 metros de extensão, feita de concreto armado

Abrangência - Dom Pedrito, Lavras do Sul e Rosário do Sul

Localização - Arroio Taquarembó, na bacia hidrográfica do Rio Santa Maria

Volume total - 155 milhões de m3

Área beneficiada - 35 mil ha

Benefícios - Irrigação, controle das cheias e abastecimento da população de Dom Pedrito


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 

© 2021 NewCo SM - Empresa Jornalistica LTDA


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7188
(55) 3213-7190