preço em alta

Cartão fidelidade e tecnologia são alternativas para pagar menos pela gasolina

Redes de postos de combustíveis em Santa Maria oferecem descontos de até 5% para quem abastece sempre no mesmo local

18.404
Foto: Foto: Renan Mattos (Diário)

Foto: Renan Mattos (Diário) 

Com o aumento exponencial do preço da gasolina nos últimos meses, consumidores procuram alternativas para pagar menos na hora de abastecer. Cartões fidelidade de grandes redes de postos de combustíveis e o uso de aplicativos que indicam onde o litro da gasolina está mais barato viraram febre entre os motoristas.

O último reajuste da Petrobras ocorreu no dia 12 de agosto - foi o nono aumento consecutivo desde o começo de 2021. O valor do litro nas refinarias passou de R$ 2,69 para R$ 2,78, uma alta de 3,3%. Em um primeiro momento, pode parecer pouco, mas, com o preço já inimaginável há alguns anos, somado à alta carga tributária, pesa no bolso de quem precisa abastecer. Com isso, o preço do litro da gasolina já ultrapassou os R$ 7 em quatro Estados: Rio de Janeiro, Tocantins e Rio Grande do Sul.

O aplicativo Menor Preço Nota Gaúcha, disponível para celulares Android e iOS, é uma alternativa na hora de pagar menos. O programa mapeia, em tempo real, onde o litro da gasolina é vendido pelo preço mais barato. Para isso, o programa pesquisa os valores que são emitidos pelas notas fiscais dos postos. Com isso, é possível fazer um acompanhamento atualizado e descobrir qual é o melhor local para abastecer. O aplicativo pode ser usado para qualquer outro produto e ajuda na hora de economizar.

Agergs aprova tarifa de R$ 3,70 para pedágios da RSC-287

Outra dica são os cartões fidelidade dos postos, que dão desconto na hora de abastecer. A intenção das grandes redes de postos é que o cliente seja fiel na hora de decidir onde encher o tanque e, com isso, o motorista paga menos. Em alguns locais, o desconto chega a 5%. Já outras redes oferecem o cashback, que faz com que parte do valor abastecido retorne ao motorista, para que ele possa gastar em outra coisa.

O gerente dos postos Peninha, Antônio Palharini, afirma que está desenvolvendo um plano de fidelidade para os clientes. No entanto, ele relata a dificuldade na operacionalização das empresas locais.

- Estamos em estudo para lançar o nosso. Tem que fazer um trabalho manual, de cadastrar as pessoas. O cartão fidelidade, por enquanto, é uma coisa das grandes companhias, das grandes distribuidoras. Mas, claro, beneficia o consumidor - afirma.

VÍDEO: obra no Parque Itaimbé está parada há 50 dias e sem previsão para retorno

Com o aumento dos combustíveis nos últimos meses, segundo Palharini, os motoristas têm reduzido o gasto com gasolina quando vai aos postos:

- O faturamento bruto sobe, mas a quantidade de litros diminui. E, quando isso acontece, a gente acaba perdendo mercado - afirma.

OS PREÇOS

As consecutivas elevações no valor dos combustíveis são reflexo da atual política de preços da Petrobras, de acompanhar a flutuação do mercado internacional. A prática ocorre desde o governo Michel Temer (MDB) visando a saúde financeira da estatal, que detém o monopólio do refino do petróleo no mercado nacional.

Com a elevação do barril de petróleo, a desvalorização do real perante ao dólar e a alta do preço do álcool, que é misturado na gasolina, a tendência é que o preço se mantenha elevado durante os próximos meses.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 

© 2021 NewCo SM - Empresa Jornalistica LTDA


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7188
(55) 3213-7190