para agregar valor

68 bares e restaurantes de Santa Maria vão receber selo de qualidade

Projeto é inspirado em ação de 2014, durante a Copa do Mundo de Futebol

Joyce Noronha


Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)
O primeiro encontro com gestores participantes ocorreu nesta quinta-feira

Durante a Copa do Mundo de 2014, que ocorreu no Brasil, os estabelecimentos alimentícios das cidades-sedes receberam cursos para melhorar a qualidade nos serviços de manipulação dos alimentos e a higiene dos locais. A professora de Nutrição da Universidade Franciscana (UFN) Ana Lúcia de Freitas Saccol participou dos cursos de melhorias a bares, restaurantes e afins. Depois da experiência na Copa, agora, com apoio da prefeitura, ela elaborou um projeto de Categorização dos Serviços Alimentares em Santa Maria. 

Mercados e lojas vão abrir neste sábado em Santa Maria

O projeto, que tem 10 etapas e foi iniciado em agosto, começou a 6ª fase nesta quinta-feira, com o primeiro encontro para a qualificação dos gestores de estabelecimentos, no Salão do Júri da UFN. Na próxima terça-feira, ocorre o segundo encontro e, no dia 18 de dezembro, o último, no mesmo local.

Ana Lúcia, que coordena o projeto, diz que a categorização é uma forma de mostrar aos consumidores quais são os bares e restaurantes que zelam pelos cuidados no preparo e no manuseio dos alimentos.

- É quase como o sistema de estrelas dos hotéis, quanto mais estrelas, melhor. No caso dos hotéis, também tem a questão do preço, quanto mais estrelas, mais caro, o que não é necessariamente o caso com os estabelecimentos alimentícios - explica.

Decreto que regulariza comércio ambulante de alimentos em Santa Maria deve ficar pronto no final de janeiro

A coordenadora do Serviço de Inspeção Municipal, Lidiane Vieira Machado, também atua no projeto e conta que os locais vão receber conceitos (A, B e C) para mostrar quais são melhores nos quesitos sanitários. Ela destaca que um estabelecimento que começou com nota C poderá evoluir e melhorar os pontos frisados pela fiscalização, que será feita pela prefeitura, e conseguir aumenta para o conceito B ou A. Quem tiver nota C atende a todas as exigências sanitárias do município.

MAIS ATRATIVO
O Sebrae Santa Maria é um dos apoiadores da proposta. O gestor de projetos da instituição, Carlos Henrique Karsten, diz que a proposta é muito boa e vai ajudar Santa Maria a ter mais atrativos para os turistas. Ele sugere que, com o projeto, a cidade pode se tornar um polo gastronômico da Região Centro. 

455 empresas de Santa Maria devem ser excluídas do Simples

Foi por meio do Sebrae que a sócia-proprietária da Quitanda Com Mais, Francine Gabbardo, 31 anos, ficou sabendo do projeto de Categorização dos Serviços Alimentares e, junto com o noivo, Bruno Medeiros, decidiu ingressar na qualificação. Ela espera que o estabelecimento deles tenha um bom conceito e que agregue mais valor ao local.

- Acho que vamos agregar valor ao nosso negócio e vamos conseguir capacitar mais nossos funcionários. Isso vai ser ótimo, para nós e os clientes - diz Francine.

O projeto também tem apoio da prefeitura, da UFN, da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e da Associação de Hotéis Restaurantes e Agências de Viagens (AHTurr).

COMO É O PROJETO

  • A adesão dos bares e restaurantes ao projeto foi voluntária  
  • Atualmente, 68 restaurantes, bares e afins participam do projeto 
  • Tem como objetivo orientar, qualificar e avaliar a segurança alimentar e a higiene em restaurantes, bares e demais locais de alimentos na cidade para dar selo de qualidade
  • Nas primeiras etapas, são feitas reuniões com gestores e treinamentos a manipuladores de alimentos
  • Depois, será feita uma avaliação dos bares e restaurantes, e eles terão um prazo para fazerem adaptações e melhorias. A lista terá 51 itens a serem avaliados sobre questões como manipulação de alimentos, temperatura de armazenamento e cuidados gerais com higiene e segurança alimentar
  • Após o prazo para melhorias, na metade de 2019 será feita a última avaliação dos estabelecimentos, para definir a nota (conceito) de cada um
  • Em agosto de 2019, bares e restaurantes divulgarão aos consumidores o conceito que receberam (A, B ou C) e deverão deixar a placa em local visível com a nota
  • O selo terá "notas" a partir de conceitos A, B e C e nas cores Ouro, Prata e Bronze, respectivamente

AS NOTAS

  • A nota A será dada aos bares e restaurantes que estiveram respeitando o máximo de critérios avaliados, entre os 51 quesitos verificados em relação a questões como higiene, cuidados de manipulação e conservação de alimentos, inclusive a temperatura em que são armazenados
  • As notas B e C serão dadas a estabelecimentos que ainda podem aprimorar processos. É importante ressaltar que todos os bares e restaurantes, independentemente do conceito que receberem (A, B ou C), são locais que respeitam as regras da Vigilância Sanitária e onde os clientes podem comer tranquilamente


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190