coluna deni zolin

26 aposentados de Santa Maria foram vítimas de fraude de seguro

Segundo o Procon-SM, muitos dos idosos só percebem a cobrança indevida meses depois

Deni Zolin
Foto: Foto: Gabriel Haesbaert (Diário Arquivo)

Foto: Gabriel Haesbaert (Diário Arquivo)

Pelo menos 26 aposentados do INSS já procuraram o Procon de Santa Maria, desde o ano passado, para registrar queixas sobre descontos não autorizados em suas aposentadorias relativos a seguros. Segundo a coordenadora do Procon-SM, Márcia Moro, muitos idosos só perceberam a cobrança indevida, em média, de R$ 20 mensais, vários meses depois. Há o caso de um aposentado que percebeu o desconto dois anos depois, pois o valor é pequeno e as pessoas não costumam olhar o extrato do INSS.

- É um desconto completamente irregular e uma fraude que está ocorrendo em todo o país, relacionado a três associações de aposentados que estão incluindo a cobrança desses seguros. Tem até falsificação de assinaturas, pois teve o caso de um aposentado em que eles apresentaram o contrato com a assinatura dele autorizando o seguro, mas o idoso era analfabeto e nem sabia assinar o nome - afirmou ela.

VÍDEO: CFCs querem suspensão imediata de simuladores em aulas de direção

Márcia diz que desses casos de Santa Maria, após entrar com queixa nas associações, os aposentados tiveram o valor devido e em dobro, por ser cobrança indevida. Se alguém não recebeu o valor prometido, deve voltar ao Procon.

Agora que a fraude foi divulgada, mais aposentados acabarão consultando seus extratos no INSS e o número de vítimas conhecidas deve subir.

- Se descontarem R$ 20 de 1 milhão de aposentados por três meses, até eles descobrirem, calcule o valor que conseguem tirar. Por isso, o Senacon está pedindo que sejam suspensos todos os contratos de seguros no país inteiro, e quem realmente quer fazer o seguro, que seja encaminhado pedido assinado e em papel, e não via sistema do INSS - comenta Márcia.

App que informa localização de ônibus começa a funcionar em novas linhas

A Polícia Federal também abriu uma investigação sobre vazamentos de dados do INSS.

- Inclusive aqui em Santa Maria, teve gente que só havia recebido a carta do INSS dizendo que tinha direito à aposentadoria, mas nem tinha se aposentado, e já recebeu ofertas de empréstimos consignados como se já tivessem aposentados pelo INSS. Como tiveram acessos aos dados? - questiona Márcia.

Como consultar o extrato do INSS
Como tem sido muito comum esse tipo de fraude inclusive aqui na cidade e na região, é muito importante que os aposentados confiram os extratos de pagamentos, onde informa se há algum desconto de empréstimo consignado ou seguro.

Para verificar o extrato, basta acessar o site do INSS, onde há as orientações para fazer a consulta direto no site ou para agendar atendimento em agência do INSS.

Além disso
É inacreditável que o governo e as autoridades sigam tão negligentes com esse tipo de fraude contra aposentados indefesos, que muitas vezes nem sabem escrever ou estão doentes. Assim como é feito com o FGTS pela Caixa, por que o INSS não manda para a casa dos segurados um extrato, nem que fosse a cada três meses, informando os valores pagos e se há algum desconto? Até porque a maioria deles não sabe mexer na internet para consultar extratos. Essa medida poderia ser adotada nem que fosse só para os aposentados que solicitassem isso. Esse é um assunto importante que nossos deputados poderiam cobrar para que o INSS mudasse e ajudasse a proteger os aposentados de fraudes.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190