Entrevista

'Se sair a Copinha, é comigo mesmo', afirma o técnico do Inter-SM

Sananduva não nega a frustração pela não continuidade da Divisão de Acesso e projeta outra possível competição

18.388

Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)
Técnico alvirrubro não nega a frustração pelo cancelamento da Divisão de Acesso

Uma semana depois da oficialização do cancelamento da Divisão de Acesso 2020, o Diário de Santa Maria conversou com Sananduva, técnico do Inter-SM. Entre outros sentimentos, o comandante da casamata alvirrubra não nega a frustração que fica em virtude do campeonato não ter continuidade.

- Para mim, fica o sentimento de frustração, de tristeza, porque a gente vinha fazendo um bom campeonato. Tínhamos nos planejado desde o ano passado. Veja quantas vezes fui a Santa Maria, antes mesmo de começar as competições. Além disso, estávamos com quatro ou cinco reforços acertados para a volta da competição. O Inter-SM estava focado para buscar o acesso e estávamos trabalhando muito forte para isso - diz o treinador.

Sem Divisão de Acesso, Inter-SM foca em participação na Copinha

Por mais que torcesse pela retomada da Divisão de Acesso, Sananduva afirma que entende que seria difícil continuar a disputa.

- Compreendo o lado das equipes sobre as bandeiras diferentes em cada cidade, os protocolos de segurança a serem seguidos, a parte financeira. Sabemos que a pandemia acaba dificultando a vida de muita gente. É difícil fazer uma análise sobre o que vivemos - opina.

COPINHA
Se for confirmada a Copinha, a direção do Inter-SM garante a participação no torneio, que poderá ter início nos meses de outubro ou novembro, valendo uma vaga na Copa do Brasil, e outra na Série D do Brasileirão. A Federação Gaúcha de Futebol (FGF) deve se pronunciar sobre a competição nas próximas semanas. 

- Se a Copinha sair, vamos permanecer. É como se ainda fôssemos funcionários do clube até fazer o acerto. Se sair a Copinha, será comigo mesmo. Há atletas que foram para outros clubes, mas a maioria deve permanecer. Tem que ver o que a FGF vai propor, mas o presidente Jauri, e o diretor de futebol, Cezar Saccol, já conversaram com a comissão técnica - comenta Sananduva.

Leia mais sobre Esportes

NOVO CALENDÁRIO
Há alguns anos, antes mesmo da pandemia do novo coronavírus, muito se questiona o calendário do futebol gaúcho, e as adequações que poderiam ser feitas.  

As competições curtas para a grande maioria das equipes do Interior geram desemprego aos profissionais em boa parte do ano. Manter os clubes por mais tempo em atividade é um dos principais objetivos de um movimento que está surgindo a favor de melhorias.

- Há uma mobilização de técnicos e outros profissionais para abrir uma discussão de um novo calendário já para o ano que vem para criar um campeonato mais longo. A maioria trabalha três ou quatro meses e fica desempregado no restante do ano, pois o mercado do interior do Estado é complicado. Já há um projeto, um modelo, de onde e com quem buscar recursos, da participação da federação e de outros pontos importantes. Queremos um debate para melhorar para todo mundo, em diversas áreas, incluindo a imprensa que passaria a ter mais tempo para acompanhar os times em competições mais duradouras - conta o técnico do Inter-SM.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190