talento daqui

Santa-mariense é destaque em time da elite de Portugal

Meia Jonatan Lucca foi um dos atletas que mais entrou em campo pelo Belenenses na temporada

Naiôn Curcino


Foto: Jonatan Lucca (Arquivo Pessoal)

Um filho de Santa Maria trilha um caminho de sucesso em terras portuguesas. O meia Jonatan Lucca, 25 anos, 1m84cm, é um dos destaques do Belenenses, que joga a Primeira Liga, que é a elite do futebol de Portugal. O jogador, que nasceu no dia 2 de junho de 1994, no Hospital São Francisco, deu seus primeiros chutes ainda em Santa Maria, no Bairro Camobi. Porém, depois dos dois anos, mudou-se com os pais para Santo Ângelo. No entanto, a cidade voltou a cruzar seu caminho quando começou a sua formação como jogador. Foi em uma escolinha da cidade que já não existe mais, que ele aprendeu os primeiros fundamentos. Hoje, apesar de não morar mais no Coração do Rio Grande, mantém laços com padrinhos e amigos que ainda moram por aqui.

Torneio de Fifa 19 no Monet tem santa-mariense como campeão

- Sempre quando eu posso, vou aí visitar os meus padrinhos. Converso bastante com eles, tenho alguns amigos também. Neste ano não fui aí, nas férias do ano passad consegui ir. Entre os 12 e 13 anos, ia na sexta-feira e voltava no domingo para treinar na escolinha. Foi assim durantes uns seis meses - conta.

CARREIRA
Depois, aos 15 anos, começou a jogar na SER Santo Ângelo. As boas atuações no Campeonato Gaúcho da categoria, em 2009, fizeram um diretor do Inter chamá-lo para o Colorado após dois jogos contra o Inter nas quartas de final. No Beira-Rio, fez toda a base, entre juvenil e junior, até que, em 2012, quando tinha 18 anos, foi comprado pela Roma, da Itália. Na capital italiana, apesar de estar no profissional, junto de jogadores como Totti e De Rossi, não ganhou muitas oportunidades. Então, em 2014, voltou ao Brasil para o Athletico-PR.

Em Curitiba, também não teve os minutos esperados. Uma ligação inesperada do ex-jogador Zico, o seduziu para ir ao Goa, time treinado pelo "Galinho" no Índia. Lá, permaneceu até metade do ano passado, quando foi contratado pelo Belenenses, que é comandado pelo seu ex-companheiro no futebol indiano, Silas.

PODCAST: amistosos do Brasil antes da Copa América foram mal escolhidos

- Na Itália evolui muito, foi uma experiência muito boa, mas precisava jogar. O Zico até hoje não sei como me encontrou. Apesar da pobreza do país e de ser muito difícil morar lá, foi bom, joguei com o Léo Moura e o Lúcio. E foi de lá que o Silas me conheceu e pediu a minha contratação quando assumiu o Belenenses - recorda Jonatan.

A sua primeira temporada em Portugal foi muito boa. Foram 35 jogos, sendo 30 como titular e cinco entrando durante o jogo e o 8º lugar no campeonato com o Belenenses. Mesmo jogando como um meia mais recuado, quase um segundo volante, marcou três vezes no campeonato e uma na taça. Seu nome chegou a ser especulado nos grandes do país, como Porto e Benfica, mas ele mantém os pés no chão.

Leia mais sobre esportes

- Foi um ano muito bom, em uma liga boa, que tem uma boa visibilidade na Europa. Sabia que seria difícil, porque estava na Ásia, em um mercado sem muita cobrança, mas foi a melhor temporada da minha carreira. Fiz bons jogos contra os times grandes, mas não alimento essa expectativa das especulações, apenas fico feliz em ter meu trabalho reconhecido - analisa.
Jonatan permanece em Santo Ângelo até o fim das suas férias até 29 de junho, quando volta para Portugal para se juntar aos companheiros para a pré-temporada.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190