contatos Assine
para jogar em casa

Riograndense pretende acelerar obras nos Eucaliptos e busca alternativas

22 Janeiro 2019 20:54:00

Clube conta com a ajuda de torcedores para poder jogar a Terceirona no próprio estádio


Foto: Felipe Backes (Diário)

Termina nesta semana o prazo dado pela Federação Gaúcha de Futebol (FGF) para que as equipes da Terceirona Gaúcha confirmem a participação na competição. Esse período foi estabelecido durante o congresso técnico, ocorrido na segunda-feira da semana passada, em função das incertezas apresentadas por alguns clubes. Os times da região, a Ser Cruz Alta e o Riograndense, decidiram entrar em campo.

Concurso cultural irá propor novas cores ao Inter-SM

A situação do Riograndense, no entanto, ainda está indefinida, já que o Estádio dos Eucaliptos não está liberado. Em uma assembleia com integrantes da diretoria e do conselho, na última segunda-feira, foram anunciadas novas diretrizes para cumprir outros dois prazos estabelecidos pela FGF: apresentar um estádio para a realização das partidas, até o dia 21 de fevereiro, e os laudos que confirmem as condições do local escolhido, até o dia 1º de março. O objetivo do clube santa-mariense é mandar as partidas no Estádio dos Eucaliptos.

Rams e Patriots avançam ao Super Bowl 53 na NFL

Para tanto, o Periquito pretende intensificar as obras na casa esmeraldina, que tiveram um leve atraso com as chuvas dos últimos dias. A ideia da diretoria é fazer uma espécie de mutirão, convidando e contando com a ajuda de torcedores e colaboradores. Além das obras na parte de alvenaria, na copa e banheiros, que está em fase adiantada - as paredes estão erguidas e o contra-piso vai ser iniciado - e no vestiário - em fase de acabamento -, também são necessárias intervenções no gramado, para deixá-lo em condições, e na retirada de entulhos decorrentes das construções no local.

Escolinha do Marítimo de Santa Maria conquista vaga para torneio em Barcelona

- Estamos convidando o pessoal que queira contribuir, que nos procure, de uma forma ou de outra - declara o presidente do Riograndense, Gilberto Pires.

Mas, mesmo assim, a diretoria busca garantias. O plano B seria o Estádio Presidente Vargas, mas o Inter-SM ainda não se posicionou sobre o assunto. Outra possibilidade ventilada na assembleia é a utilização do Estádio Alceu Carvalho, do Cruzeiro, de Santiago.

- A gente tem que ter sempre alguma carta na manga, uma opção, alternativas a, b e c. As variáveis são muitas, a gente está mexendo com torcedores, tanto do lado do Inter-SM, quanto do Riograndense. Tem o lado emocional e o racional. Temos que ter a certeza daquilo que estamos fazendo - avalia o mandatário esmeraldino.

Leia mais sobre esportes

Não estão marcadas vistorias por órgãos competentes, como a Brigada Militar e os bombeiros, nos Eucaliptos. Outra pendência, em relação ao pagamento de uma taxa e de dívidas com a FGF, está resolvida, segundo o presidente. O valor total, que não foi informado, será parcelado. (Colaborou Felipe Backes)



fale conosco

redação
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
atendimento@diariosm.com.br
ouvidoria@diariosm.com.br
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190