Coluna Gilson Alves

Futebol do interior pede atenção do governador

Profissionais enumeram motivos que fortalecem a importância da retomada das atividades esportivas

18.388


Os profissionais do futebol do interior do Rio Grande do Sul estão aclamando por mais atenção do governador Eduardo Leite. Quando a autoridade máxima de nosso Estado afirmou que o futebol não é uma prioridade causou indignação de muitas das pessoas que vivem não só desse, mas de outros esportes.  

Desafio online para crianças

Na entrevista que o Diário de Santa Maria fez com o presidente do Inter-SM, Jauri Daros, o mandatário do Alvirrubro utilizou o grande número de empregos que a modalidade gera direta e indiretamente para justificar a importância de uma retomada. De acordo com Daros, somando todos os clubes filiados à Federação Gaúcha de Futebol, são cerca de 5 mil famílias que tiram desse meio o seu sustento. 

- O futebol emprega atletas e profissionais na terceira divisão, na Divisão de Acesso, na primeira divisão. E não é só aqui no Rio Grande do Sul, mas é uma realidade em todo o país - disse o presidente do Inter-SM.

Na quinta-feira, o gerente de futebol do Ypiranga, de Erechim, Renan Mobarack, que trabalhou no Riograndense em 2012 e 2013, escreveu uma carta aberta ao governador. Nela, Mobarack expõe sua indignação sobre o futebol não ser tratado como uma prioridade e argumenta o quanto seria necessário, pelo menos, dar uma previsão de reinício das competições.

O dirigente pede sensibilidade, e, na mesma linha do presidente do Inter-SM, bate na tecla do fato relevante de quantas pessoas dependem do futebol para sobreviver. Aqui, um trecho:

"Lamento muito ouvir suas colocações (do governador) e falta de sensibilidade, ao não entender que somos profissionais, tanto como outros, em diversas funções, e não apenas pessoas que disputam um jogo ou praticam um esporte. Cumprimos jornadas de trabalho, temos obrigações fiscais e nosso voto vale como o de qualquer outro cidadão deste país. A prioridade de cada um, somente a pessoa pode mensurar. Já tivemos reduções e a incerteza presente e futura nos coloca em situação de extrema dificuldade e desespero", disse o gerente de futebol do Ypiranga, que além da Série A do Gauchão disputa a Série C do Campeonato Brasileiro.

Leia mais sobre Esportes

É bem verdade que, aparentemente, a situação da pandemia piorou e uma retomada do futebol parece complicada, mas também há de se considerar que os motivos expostos pelos profissionais da área sobre a importância de um retorno devem ser avaliados.



fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190