impasse

Comitê Olímpico já admite adiar Olimpíadas e estabelece prazo de quatro semanas para decisão final

É a primeira vez que a entidade fala abertamente em transferir a data dos Jogos de Tóquio 2020

18.395


Foto: Ricardo Borges (Folhapress)
Thomas Bach, alemão presidente do Comitê Olímpico Internacional

O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), o alemão Thomas Bach, anunciou neste domingo, em carta endereçada aos atletas olímpicos, que a entidade deve se posicionar sobre um eventual adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio por causa da pandemia de coronavírus em quatro semanas. É a primeira vez que a entidade fala abertamente em adiar os Jogos, cuja cerimônia de abertura está marcada para o dia 24 de julho deste ano. 

Presidente do Grêmio testa positivo para o coronavírus

- Começamos discussões para avaliar como se desenvolve a situação sanitária no mundo e o seu impacto na Olimpíada, considerando um cenário de adiamento. Trabalhamos duro para terminar essas discussões em até quatro semanas - diz um trecho da carta. 

No comunicado, Bach também afirma que tomar uma decisão hoje seria uma atitude prematura, uma vez que a Olimpíada é um evento complexo e não seria possível definir uma nova data, já que o desenvolvimento da pandemia é incerto, com a situação melhorando em alguns países e piorando em outros.

Comitê Olímpico Brasileiro pede adiamento das Olimpíadas 2020

Entre os obstáculos que teriam de ser superados para o adiamento dos Jogos, Bach citou a possibilidade de algumas instalações chave para a realização do evento não poderem mais ser utilizadas, a necessidade de reorganizar o calendário internacional de ao menos 33 modalidades olímpicas e o remanejamento de milhares de reservas de hotéis já realizadas, "entre muitos, muitos outros desafios mais". 

Na mesma carta, o presidente do COI descartou o cancelamento dos Jogos, alegando que esse tipo de medida "não resolveria nenhum problema e não ajudaria ninguém".

Por prevenção ao coronavírus, quadras e campos de Santa Maria fecham as portas

- O cancelamento dos Jogos Olímpicos destruiria o sonho olímpico de 11 mil atletas de 206 comitês olímpicos nacionais, do time olímpico de refugiados, possivelmente dos atletas paraolímpicos e de todas as pessoas que estão dando suporte a vocês (atletas) como técnicos, médicos, dirigentes, parceiros de treino, amigos e família - diz Bach. 

Leia mais sobre esportes

Após o comunicado da última terça, mantendo os Jogos, comitês olímpicos nacionais, entidades esportivas e vários atletas pressionaram o órgão a adiar os Jogos por causa da pandemia. Entre os órgãos que pressionaram o COI a adiar os Jogos estão os comitês olímpico e paraolímpico brasileiros, o Comitê Olímpico Espanhol, o Comitê Olímpico da Noruega e as federações americanas de natação e atletismo. 



fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190