técnico indefinido

Com futuro incerto no comando do Inter-SM, Guile deseja permanecer no clube

Treinador que dirigiu a equipe na Copa Wianey Carlet avaliou a sua primeira experiência em uma competição profissional: 'Aprendi bastante'

Naiôn Curcino
Foto: Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)

Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)

A eliminação do Inter-SM para o time de transição do Grêmio ainda é recente. Vai completar uma semana no sábado. No entanto, com a pré-temporada alvirrubra para a Divisão de Acesso prevista para o início de janeiro, o tempo é relativamente curto para ajustar todos os detalhes para a competição mais importante de 2019. Uma das primeiras medidas deve ser a escolha do técnico. Guilherme Tocchetto, o Guile, 33 anos, auxiliar de Vinicius Munhoz no primeiro semestre e comandante da equipe na Copa Wianey Carlet, ainda tem seu futuro indefinido no clube. O desejo dele é permanecer, seja como treinador ou novamente como auxiliar. 

'Não temos o direito de errar. Não somos iguais a Grêmio e Inter, que jogam dinheiro pela janela'

Na terça-feira, houve uma reunião da diretoria com o treinador. Porém, a situação segue sem uma definição. 

- Ainda é muito cedo (para definição). Estávamos focados no jogo. Confiávamos na classificação e não fazíamos planos caso fôssemos eliminados. Fazíamos planos para continuar no campeonato. Vamos esperar. O meu objetivo é continuar trabalhando no futebol profissional, seja como treinador ou como auxiliar técnico - revela Guile.

Após eliminação na Copinha, grupo de jogadores se despede do Inter-SM e da Baixada

Sobre o desafio na nova função durante a Copinha, Guile diz que foi uma experiência difícil, mas cheia de aprendizados. 

- No início, controlar o todo, não foi tão fácil. Eu vinha de uma outra realidade, depois tive a experiência com o Munhoz, e quando a gente se depara no comando, tendo que gerenciar uma enormidade de situações, é difícil. As cobranças, quando o resultado não vem, são normais. Mantive a cabeça fria, acreditei naquilo que a gente vinha fazendo. Aprendi bastante e estou aberto para me desenvolver ainda mais - relata o comandante.

Luiz Cláudio Mello é reeleito presidente do Inter-SM

O técnico ainda avalia como positiva a campanha do clube na Copa Wianey Carlet e lamenta a eliminação para o Grêmio com gol aos 48 minutos do segundo tempo. 

- A dor pela eliminação existe, ainda mais do jeito que foi. Mas, de forma geral, fizemos uma avaliação positiva. Fica a sensação de que poderíamos ir mais longe. O início foi bastante turbulento, com pouco tempo de preparação, uma nova experiência para mim, o clube voltando a disputar o segundo semestre. Tudo isso gera uma adaptação. Também tivemos algumas dificuldades na questão estrutural. Mas superamos o momento difícil na primeira fase, com o desenvolvimento do trabalho, e conseguimos terminar de forma honrosa - conclui Guile.

Inter-SM sofre gol no último minuto de jogo e está eliminado da Copinha

Apesar da indefinição em relação a continuidade dele no clube, a tendência é que o Inter-SM acelere o anúncio pelo novo treinador, já que muitos times da Divisão de Acesso têm confirmado ou encaminhado seus novos comandantes.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190