Entrevista

'A epidemia pegou a todos de surpresa, mas ela está apenas adiando nosso propósito final', diz Chiquinho

Meia do Inter-SM conta um pouco da rotina enquanto aguarda o controle da epidemia do novo coronavírus

18.388

Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)
Camisa 10 é o grande ídolo da história recente do Alvirrubro e vive a expectativa para que a Divisão de Acesso recomece em agosto

A Divisão de Acesso, assim como o futebol na imensa maioria do mundo, está parada. Enquanto a competição não recomeça, a grande apreensão dos torcedores gira em torno da manutenção dos principais nomes das equipes e prováveis mudanças que podem ocorrer nos elencos depois que a pandemia do coronavírus for controlada. Pois o torcedor do Inter-SM pode ficar tranquilo quanto à permanência do meia Chiquinho. Radicado em Santa Maria, o principal ídolo da história recente do clube, é nome certo para o campeonato previsto para ser retomado em agosto - os treinos na Baixada devem reiniciar na primeira semana de julho. O Diário de Santa Maria conversou com o jogador, que vestiu mais de cem vezes a camisa do Alvirrubro e os principais pontos você acompanha a seguir:

'A Divisão de Acesso pode voltar em agosto. Já temos uma data para trabalhar em cima', diz Sananduva

Diário - Como o Chiquinho está fazendo para se manter em forma em meio à pandemia?

Chiquinho - Nos foi passado pela preparação física do Inter-SM um protocolo de treinamento para executarmos. A nossa casa não é o lugar apropriado para treinos, mas a gente tenta fazer da melhor forma possível, até que seja dada uma nova ordem. Somos monitorados com conversas e vídeos que vamos passando para a comissão. A gente sabe, haverá perda física, mas aquilo que está ao nosso alcance no momento, a gente tenta fazer até que tudo retorne para a normalidade.

Diário - Com que frequência tens contato com os jogadores, comissão técnica e direção?

Chiquinho - Com a comissão técnica e direção, nestes últimos dias, o contato foi maior até porque ainda existem algumas indefinições e questões a serem sanadas. Com os jogadores, nosso contato é quase que diário, até porque precisamos tomar decisões. É preciso ter cautela nestes momentos para resolvermos as coisas (referindo-se à negociação e readequação de contratos).

Diário - A mobilização segue a mesma? Estão todos focados para voltar ao trabalho?

Chiquinho - A gente sabe que dispersa um pouco. Ninguém esperava viver um momento como esse que está assolando a nossa nação e o mundo. Gera uma certa apreensão sobre como será o retorno, mas temos que buscar forças e nos motivarmos porque ainda temos um objetivo a cumprir. Espero, que todos, quando retornarem, estejam na perspectiva de que dias melhores virão.

'Se o futebol voltasse hoje, eu estaria pronto', diz Eduardo, o Edugol

Diário - E o provável retorno da Divisão de Acesso em agosto?

Chiquinho - É uma especulação. Num primeiro momento foi dada essa data, mas a gente não sabe se de fato vai acontecer. Prefiro crer que vamos retornar o quanto antes, até porque provavelmente terá sido encontrada uma solução para este problema (coronavírus). Enquanto essa notícia não chega, a gente pede a Deus que as coisas voltem o quanto antes ao normal.

Diário - O que sabes sobre readequação de contratos? Readaptações dos períodos já foram, ou serão refeitas?

Chiquinho - Sei que o Inter-SM está tentando sanar os valores relativos aos primeiros 18 dias de março e a partir desta data os contratos serão suspensos. Os atletas serão encaminhados para a Medida Provisória (MP) que irá cobrir os valores, num primeiro momento, de abril e maio, e se espera que chegue-se a um acordo para que junho também. A partir de julho (data provável para o reinício dos trabalhos), volta a contar o período que faltou do contrato do tempo que ficamos parados.

Leia mais sobre Esportes

Diário - Como lidar com essa parada para não gerar angústia, ansiedade e até frustração?

Chiquinho - É claro que é um momento para se refletir. Quando começamos a temporada, acredito que cada atleta tem seu objetivo pessoal, além da meta coletiva. Eu estava me preparando dia após dia para alcançar o sonho de chegar a mais um acesso pelo Inter-SM, e quem sabe, disputar uma Série A ou uma competição nacional. O sonho ainda existe. A epidemia pegou a todos de surpresa, mas ela está apenas adiando o nosso propósito final. Todos devem acreditar que dias melhores estão por vir, e enquanto esses dias não chegam, o nosso sonho tem que continuar vivo em nosso coração, para que no futuro próximo, a gente possa realizá-lo e o meu desejo é esse.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190