contatos Assine
cultura

VÍDEO: santa-mariense representará a cidade no concurso Miss Tattoo

08 Fevereiro 2019 12:00:00

Andria Lizana, que tem 36 tatuagens, fala sobre empoderamento feminino e preconceito

Da redação*
Foto: Foto: Janio Seeger (Diário)



Foto: Janio Seeger (Diário)
Andria vai representar Santa Maria no concurso Miss Tattoo, que será realizado neste fim de semana, em Novo Hamburgo. Ela vai performar e exibir suas 36 tatuagens às juradas

Esqueça aquela tradicional disputa pela coroa de miss e a maioria dos quesitos que envolvem um concurso do gênero. Nada de moças acenando para o público com um sorris, vestindo glamourosos trajes de gala. No lugar disso, adicione cabelos coloridos, roupas de couro ou jeans, muita atitude em performances criativas e, é claro, beleza e corpos tatuados.

Assim funcionam os concursos que elegem a Miss Tattoo, que ocorrerá neste fim de semana, em Novo Hamburgo. E, na ocasião, Santa Maria terá uma representante. Andria Lizana, 31 anos, viajou hoje cedo para a cidade, onde, junto com o marido e o enteado, vai participar do 1° Vale dos Sinos Tattoo Fest, evento que reunirá cerca de 150 tatuadores e piercers de todo o Brasil, na Fenac Centro de Eventos e Negócios.

Depois de conquistar Liverpool, Magical Mystery vai se apresentar em Moscou

Conforme Andria, os concursos não têm um regulamento padrão, mas ela adianta que, no domingo, as candidatas serão observadas por um corpo de juradas formado exclusivamente por mulheres. Elas vão avaliar a beleza, o número de tatuagens das candidatas e a apresentação no palco. A performance de Andria será embalada por uma música nacional, que ainda é surpresa. Mas ela promete muita atitude e empoderamento.

No video, ela fala sobre como é o concurso:


Não será a primeira vez que Andria participará de uma disputa de Miss Tattoo. Em março de 2018, ela participou do Lages Tattoo Fest, em Santa Catarina. Foi, então, o seu primeiro desfile. O segundo foi no Tattoo Show RS, em outubro do ano passado. Nas duas competições, ela foi a única representante de Santa Maria. No entanto, não trouxe as faixas para a cidade. Segundo ela, as outras competidoras, por já terem mais experiência neste tipo de concurso, têm mais tatuagens no corpo e já sabem melhor como se portar na apresentação performática. Por isso, a competidora quer aumentar consideravelmente o número de suas tatuagens.

36 TATUAGENS
Andria Lizana tem uma longa história no mundo das tatuagens. Atualmente, ela tem, aproximadamente, 36 figuras espalhadas pelo corpo e 11 piercings, mas a primeira tatuagem veio quando tinha apenas 13 anos. O seu pai e seu irmão já eram tatuados na época, e a marca de uma imagem tribal foi um presente de aniversário. Andria conta que, na escola, alguns colegas de turma não acreditavam que a tatuagem fosse permanente e, até mesmo, arranhavam as suas costas para ver se o desenho de desfazia.

Ao longo do tempo, a paixão da santa-mariense pela tatuagem profissional e pelas perfurações corporais só aumentou. Aos 16 anos, passou a trabalhar como body piercer, em São Pedro do Sul, cidade que abriga quase toda a sua família. A segunda tatuagem de Andria foi uma homenagem para a filha, na cintura: um coração junto de um diamante e uma faixa com o nome de Sophia, 9 anos.

- As tatuagens que mais gosto são as de realismo, como rostos, por exemplo, trabalhos que o meu enteado faz muito bem. Tenho um relógio, no braço esquerdo, que também tem um significado especial para mim - afirma.

TRABALHO E FAMÍLIA
Em Santa Maria, ela se graduou em Jornalismo, pela Universidade Franciscana (UFN), então Unifra. O curso foi feito em meio a frequentes viagens entre a cidade natal e São Pedro do Sul, porque Andria decidiu educar a filha perto da família. No 8° semestre, trancou o curso para se dedicar totalmente à maternidade e, dois anos depois, defendeu a monografia e conquistou o diploma.

Santa-mariense é listada entre 11 'artistas para ficar de olho em 2019' por site especializado

Há três anos, Andria trabalha com perfurações e micropigmentação de sobrancelhas no Careca Tattoo (Rua Conde de Porto Alegre, 239, Bairro Bonfim), com o marido e o enteado. A filha, apesar de pequena, já demonstra interesse pelos desenhos.

- As pessoas veem as mulheres tatuadas como drogadas e esquecem que somos filhas, mães e esposas. Apenas gostamos de expressar, no corpo, a nossa essência e identidade. Nós vivemos da arte. Algumas pessoas me olham feio e, às vezes, perguntam: como tu tens coragem de fazer isso? Dizem que tatuagem bonita é em lugares "escondidos". Mas não é assim. A gente faz tatuagem bonita onde a gente quiser - ressalta.

*Colaborou a Rafael Favero


fale conosco

redação
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190