+inspiração

VÍDEO + FOTOS: Microempresa santa-mariense entrega cuidado e afeto em cada encomenda

Desde 2018, a Pé de Couve Culinária com Afeto vem conquistando os olhos e o paladar de muitos santa-marienses

Arianne Lima
Foto: Foto: Marcelo Oliveira (Especial)


Foto: Marcelo Oliveira (Especial)

Aos 32 anos, Denise Kanopf de Araújo dedica seu tempo a criar pratos para a Pé de Couve Culinária com afeto. Com receitas vegetarianas e veganas, muito estudo e uma visão amorosa sobre a arte de cozinhar, ela tem conquistado os olhos e o paladar de muitos santa-marienses.

 A primeira experiência no ramo gastronômico aconteceu em 2016, enquanto Denise ainda cursava Serviço Social na Universidade Federal de Santa Maria. Na Fada Verde Culinária Natural, ela se desenvolveu e passou a compreender mais sobre alimentação. Em 2018, a microempreendedora retornou ao lugar onde tudo começou: a casa da mãe, a professora aposentada Vera Santa Bueno Kanopf, 56.

-Com 10 anos, eu já comecei a aprender a cozinhar. E eu trago muito dessa culinária afetiva e caseira das coisas que eu aprendi com ela. Só que não era nada vegano. Era arroz, feijão,carne, massa e legumes. Quando eu me tornei vegana e comecei a trabalhar com comida, fui para internet - comenta Denise, destacando que assistir a canais de culinária, vídeos no Youtube e até participar de grupos de receitas no Facebook foram essenciais no processo.

Zeferino Alimentos leva saúde e qualidade de vida até a casa dos clientes

Enxergando a Pé de Couve Culinária com afeto também como um empreendimento, Denise passou a estudar formas de atender ao público e realizar as entregas. Uma das soluções encontradas foi se mudar da casa que dividia com a mãe no Itararé para um local mais central:

-Eu via que o chamado aqui para o centro era muito forte e a minha vontade era vir morar aqui estar mais perto das pessoas. Isso facilitaria as minhas compras e para mim. E também para elas pegarem (as encomendas). E eu fiquei até o final da faculdade com esse pensamento de que tinha que morar no centro. Até conseguir ter as condições financeiras para poder fazer essa mudança - afirma.


Atualmente, a microempreendimento fornece hambúrgueres congelados, pães recheados, pastéis, brownies e bolo para clientes e empresas de Santa Maria. Denise comenta que, antes da pandemia, atendia até 12 locais. Trabalhando apenas com quatro locais, ela precisa ser criativa para atender aos pedidos. Normalmente, no perfil @pedecouveculinaria no instagram, ela anuncia cardápios temáticos e outros kits. A ação mais recente é a Festa Junina na caixa, em parceria com outro empreendimento local, a Comida sem nome.

VÍDEO + FOTOS: conheça o jovem entrevistador que amplia a voz da nova geração

Ao falar sobre vegetarianos e veganos, Denise explica que além de aprender e produzir as receitas, preocupa-se em tirar dúvidas sobre esses regimes alimentares, desfazendo, muitas vezes, alguns preconceitos:

-O foco do meu trabalho é comida caseira, afetiva e que não tenha nada de exploração animal envolvida. E esse ano, principalmente para fortalecer o digital porque não temos mais tanto contato com as pessoas, eu tenho procurado trazer algumas receitinhas no instagram. Às vezes, faço algumas lives ou stories tirando dúvidas das pessoas. Eu tenho um destaque no instagram que é só indicações de marcas veganas. E também vou mostrando o meu dia a dia, para que as pessoas conheçam, vejam que não é algo de outro mundo e que não precisa ser rico. Eu busco mostrar para as pessoas o quanto o vegetarianismo e o veganismo podem ser acessíveis para elas.

A Pé de Couve Culinária com Afeto atende no endereço Rua Henrique Dias, 125, de segunda a sexta-feira, das 8h30min às 12h30min e das 14h às 19h, e aos sábados, das 10h às 12h30min e das 14h às 18h30min. Mediante encomenda, os produtos podem ser adquiridos pela página homônima do Facebook, Instagram, grupo no Whatsapp destinado a clientes ou pelo telefone (55) 9227-1224.


OLHAR PARA SI

Antes de começar uma dieta ou plano de alimentação como o vegetariano, vegano ou outros, é necessário pensar nas motivações e contar com a ajuda de um profissional. Para a nutricionista Andrielli Matos da Rosa, esses dois momentos são essenciais:

- Primeiramente, é preciso reconhecer quais são as motivações para a escolha da dieta, sejam éticos, de saúde, religiosos, entre outros, de modo que seja possível estabelecer qual alternativa dietética irá englobar seus princípios. É preciso compreender que alguns nutrientes, como a vitamina B12, por exemplo, raramente são encontrados em alimentos de fonte vegetal, ou ainda, demais micronutrientes como cálcio, ferro e zinco, podem ter sua absorção afetada por interferência de outras substâncias. Com isso, a orientação profissional de nutricionista e médico se faz necessária.

Além de focar em manter um acompanhamento periódico com profissionais, realizar exames laboratoriais e ficar atento às avaliações da necessidade de suplementação ou educação nutricional, trocar ideias com outras pessoas que estão passando pelo mesmo processo é indicado. O conteúdo gerado por Denise, por exemplo, auxilia outras pessoas a ingressarem no mundo vegetariano e vegano com consciência.

Entre o certo e errado do conceitos de 'comida saudável' ou 'dieta saudável', a nutricionista destaca o que realmente importa:

- Dieta saudável, do meu ponto de vista, é ter uma boa relação com o alimento e o ato de alimentar-se. É reconhecer as necessidades do corpo, saber interpretar seus sinais e respeitar a si mesmo quando algo não lhe traz satisfação. A comida tem potencial de transformar relações e criar laços, por isso é tão importante que o momento da refeição seja prazeroso - argumenta Andrielli, ressaltando que o cuidado com consumo de água e o ato de evitar alimentos industrializados ultraprocessados fazem parte do processo.

Voluntários fundam associação para lutar pela causa animal

Para o CEO e diretor de marketing da Geração F5, Fábio de Oliveira, ao desejar entregar uma comida caseira e afetiva para os clientes, Denise não apenas se compromete em cumprir com a missão da empresa, como também demonstra como microempreendedora que o consumidor precisa estar em primeiro lugar.

- Sem sombra de dúvidas, o cliente deve estar em primeiro lugar na lista de prioridades. Mesmo que a Denise venha a ter equipes para liderar em seu negócio - e vamos torcer para que sim - o cliente é o chefe de todos, é a única fonte de receita da empresa e é para ele que deve estar direcionada toda a estratégia da empresa. Inclusive os novos produtos ou serviços que a Denise desenvolver, neste público crescente de pessoas veganas e vegetarianas, devem partir de orientações do cliente, obtidas através de feedbacks formais e informais, pesquisas de satisfação, pós-venda, pesquisas de mercado e, quando o negócio ficar maior, clientes ocultos - afirma.

De acordo com ele, a inquietude e a insatisfação positiva de querer fazer mais e melhor seria a marca de um empreendedor de sucesso. Mas, é preciso tomar alguns cuidados, especialmente, no que envolve absorver conteúdos que não fazem parte de sua estratégia. Durante todo o processo, relembre seu propósito e busque reconhecer seus avanços. Se necessário for, procure ajuda externa de uma consultoria ou mentoria.


Foto: Marcelo Oliveira (Especial)


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190