audiovisual

TOCA Audiovisual grava clipe de nova música de Tagore em Restinga Sêca

'Tatu' é o quarto trabalho do artista pernambucano com a produtora santa-mariense

18.409

Fotos: Julio Becker (Divulgação)

Uma parceria que une o Coração do Rio Grande a Pernambuco e deu super certo se repete mais uma vez. A produtora TOCA Audiovisual produziu, na última semana, o videoclipe da música Tatu, que será o primeiro single do terceiro trabalho autoral do músico pernambucano Tagore. Com direção do premiadíssimo Fabrício Koltermann, as cenas foram gravadas na localidade de Lomba Alta, em Restinga Sêca. A música e o clipe têm previsão de lançamento em 22 de janeiro de 2021.

VISUAL GARANTIDO 
Tagore falou ao D Cultura e foi só elogios à turma da TOCA, com quem trabalha desde 2016. Para o artista, que não atua no clipe em função da pandemia, o próximo clipe vem com a mesma qualidade entregue nos projetos anteriores, somado à experiência e carinho desses anos todos trabalhando juntos. 

- Quando começamos com o clipe de Mudo, foi amor à primeira vista. Eles têm uma visão muito além, conseguem dar forma aos sons a partir de uma sinestesia sempre bem sucedida, que dialoga com cada onda e arranjo para formar um mosaico mais amplo - avalia. 

Fabrício Koltermann é conhecido por usar o visual de Restinga Sêca em suas produções cinematográficas. E foi lá, na antiga fábrica Homerich, onde rodou parte de "Love do Amor", melhor filme do último Santa Maria Vídeo e Cinema, que ele escolheu rodar as cenas de "Tatu". 

Papo D Cultura no clima do Dia Mundial contra a Aids

- A gente meio que fez o roteiro baseado na locação. Foi a partir do lugar que a gente criou a história. Sou um grande fã do trabalho do Tagore, e essa música é muito legal porque dá várias possibilidades, espaço para poder criar uma história, e se encaixa com muitas coisas que eu gosto - comenta Fabrício. 

Para o produtor do clipe Matheus Toledo, foi interessante o processo de criar um universo que conversasse com a música e trazer algo fora do padrão convencional.

- O Tagore nos passou que queria algo bem diferente. Então, a gente tentou buscar pessoas desse "padrão diferente". Quando ouvimos a música, percebemos que ela conduzia a termos um trabalho corporal no clipe. Então, nos conectamos com dançarinos e pessoas que têm esse trabalho corporal. A partir disso, veio toda a concepção narrativa e estética do material - conta. 

A diretora de arte Camila Marques conta que este trabalho é diferente dos outros já feitos para o músico pelo uso da luz natural.

- Esse tem uma proposta bem diferente. Trouxemos a luz natural e elementos da natureza, que dão essa quebra do protagonista que vem de um lugar diferente e encontra essas dançarinas em meio à natureza. Temos dois mundos dentro do clipe. Tivemos como referência os filmes Mad Max e Bacurau para um primeiro momento, algo mais carregado, suado. Num segundo momento, entram as flores, um figurino mais claro e com movimento - antecipa Camila.       

PARCERIA 
"Tatu" é o quarto clipe de Tagore dirigido por Fabrício, em uma parceria que iniciou em 2016 com o clipe da música "Mudo" e seguiu com "Pineal" e "Mar Alado", todos dirigidos por Koltermann.  

- Ele gostou tanto do trabalho que resolveu que queria aparecer mais no clipe (de Mudo), daí veio de São Paulo e gravou. Isso é um grande feedback. E a gente teve muita liberdade para fazer o segundo clipe, que foi Pineal, e o terceiro. Ele poderia ter escolhido outra produtora do Brasil, mas ele confia muito no nosso trabalho - comemora o diretor. 

Santa-mariense Ana Haag se destaca no meio da dança em São Paulo

Para Matheus Toledo, os clipes com Tagore, que vem de longe para contratar a empresa, são um exemplo de como a arte encurta espaços e abre possibilidades de crescimento tanto artístico quanto profissional:

- Estamos localizados no interior do Rio Grande do Sul, longe e perto de tudo ao mesmo tempo. No decorrer dos anos, a produtora recebeu videoclipes para fazer. É legal perceber que nosso trabalho conseguiu atingir outros lugares. A gente faz clipes de música por prazer. É um trabalho que ocupa pouco espaço na nossa agenda anual, mas quando ocupa, a gente se dedica muito.  

Tagore segue a linha dos parceiros de trabalho e vai além. Ele acrescenta que o sul e o nordeste do Brasil têm muito em comum:

- Existe, nas peculiaridades culturais de cada região, uma certa equivalência que termina por nos aproximar, apesar das barreiras geográficas. No audiovisual, não seria diferente. No caso da Toca, nos conectamos primeiro enquanto pessoas, num laço tecido pelo carinho e admiração mútua, e, posteriormente, no âmbito profissional. Então, pode preparar o mate, que a tapioca já tá quentinha (risos).

Confira os clipes já realizados:



fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190