no sofá de casa

Shows online em função do coronavírus marcam fim de semana

Ações virtuais unem artistas e público em apresentações intimistas e cheias de interação

18.405


Foto: Rodrigo Ricordi (Diário)

O normal é, no dia do show, o artista se preparar, cuidar da voz, do instrumento, levar ao local do show, passar som e deixar tudo certinho para a hora da apresentação para o público. Com a pandemia instalada mundialmente pelo coronavírus, a rotina dos músicos mudou bastante. Agora, a produção dos shows passa por enquadramento de câmera, escolher um cenário bonito, testar o som que vai sair de casa até o público pela internet. Com bares e boates fechados, a alternativa é se apresentar pela internet e, assim, colaborar com a prevenção do avanço da doença. No último final de semana, alguns projetos coletivos de artistas foram lançados e os shows virtuais tiveram grande audiência. Em Santa Maria, dois projetos alcançaram milhares de pessoas por meio dos celulares e computadores: o Tem que Continuar e Canto de Casa tiveram suas primeiras atrações.  

TEM QUE CONTINUAR
A estreia do projeto no domingo foi de "casa cheia". Por volta das 20h, o músico Renato Mirailh iniciou a transmissão de seu show, no sofá da sala, com violão, guitarra, microfone e tudo que teria à disposição em uma apresentação convencional. O público, dessa vez, também, de casa, lotou a apresentação a ponto de a transmissão ficar lenta no decorrer da hora em que ficou online tocando. Foram mais de 300 comentários, 57 compartilhamentos e 7,7 mil visualizações, com um alcance de mais de 23 mil pessoas.

- É um momento emocionante. Neste tempo de isolamento, saber que não estamos sozinhos, estamos em casa, para o bem. Me sinto honrado, feliz, sabedor de que o que faço tem um valor sutil mas importante. Amigos da página e apoiadores culturais, meu mais verdadeiro agradecimento. O que estão fazendo é incrível, talvez maior do que pensam. Pra quem esteve na live, muito obrigado. Estou emocionado, sem saber o que dizer a todos. Esse projeto é maravilhoso. Um dia inesquecível pra mim - comentou o cantor após a presentação.

 

- A ideia de promover apresentações de artistas, por meio da internet, de suas residências, nesse período tão difícil, recebeu um público incrível em uma hora de show. As pessoas sentiram-se integradas e os comentários convergiram para a sensação do encontro afetivo, mesmo que virtualmente. Uma troca verdadeira entre artista e público que emocionou quem participou - comenta Luiz Alberto Cassol, um dos realizadores do projeto.

VÍDEOS: você sabe tudo para se prevenir contra o coronavírus?

O Tem que Continuar segue a programação nesta terça, às 20h, com a cantora Daiane Diniz e seu parceiro de vida e de arte, Rodrigo Cunha. Na quinta-feira, quem vai participar é Marcelo Massário. Para ajudar o projeto doando os valores para pagar o cachê dos músicos que estão sem ter onde tocar, basta entrar em contato pela página do projeto no Facebook: Tem Q Continuar.


CANTO DE CASA

Outra iniciativa santa-mariense é o Canto de Casa, que teve seis shows online no domingo. Diferente da outra iniciativa, as apresentações foram transmitidas do perfil pessoal dos artistas. Também com grande número de visualizações, a artista Camila Matzenauer, Cícero Melo, Matheus Loroña, Paola Matos, Renata Schüler e Lank apresentaram seus trabalhos autorais, cada um de sua casa, para centenas de espectadores. Uma das idealizadoras do projeto, Paula Rodriguez, musicista argentina que vive em Santa Maria, comentou que a ideia foi agregar mais artistas ao mesmo tempo, para abarcar mais gente da arte. Ela conta que a programação segue no próximo final de semana para não sobrepor outros festivais online que acontecem durante os próximos dias.  

- A estreia foi muito linda! Tivemos lives com mais de 50 visualizações e ficamos muito tocados. Para quem, como eu, estava em situação de cuidar da filha e seguir as rotinas do dia a dia, foi um bálsamo ter os amigos artistas cantando e conversando e fazendo companhia - comenta Paula. 

A cantora Paola Matos participou da ação e destaca a aproximação entre artista e público, Para ela, em um momento como este, a troca e a convivência virtual são importantes animicamente em um momento em que as pessoas acabam isoladas e se sentindo solitárias. 

- A interação é divertidíssima, eu amei fazer a live e agradeço o pessoal do Canto de Casa, que propôs e se mobilizou para que tudo acontecesse. Nesse momento, precisamos entender o quão importante é ficar em casa, sem contato com pessoas que têm contato com outras pessoas e assim sucessivamente. O núcleo que estamos é o núcleo que devemos ficar. Acho que todos nós e, principalmente, nossos representantes precisam ver o exemplo dos outros países e aprender com eles, traçar boas estratégias para que não cheguemos a situações semelhantes a Itália, por exemplo - alerta a cantora.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190