telonas

Sem funcionar desde abril, cinemas de Santa Maria seguem sem previsão para retornar

Federação Nacional de salas negocia com governo do Estado prazo para reabertura

18.409

Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)
Os cinemas de Santa Maria estão fechados desde o início de abril, quando já havia restrições

Quem ainda lembra o último filme que assistiu no cinema? O mundo fechou as portas das salas de cinema assim que a pandemia do novo coronavírus se mostrou incontrolável. Desde então, lançamentos foram adiados ou passaram para canais de streaming. Com a chegada da primavera no hemisfério sul e a sinalização de reabertura em alguns estados como Rio de Janeiro e São Paulo, fomos conversar com as duas exibidoras de Santa Maria e com o poder público sobre a possibilidade ou não de podermos ter as salas de cinema abertas em breve. 

SALAS QUEREM ABRIR
O presidente da Federação Nacional das Empresas Exibidoras Cinematográficas (FENEEC) Ricardo Difini Leite informa que a categoria está em negociação com os governos estaduais para a reabertura, inclusive no RS.

- Estou conversando com o Governo Gaúcho para conseguirmos a autorização de funcionamento dos cinemas. Ainda não temos uma definição do governo de quando isto poderá ocorrer, mas esperamos que esta liberação ocorra em um prazo máximo de 30 dias. Já estamos preparados para a reabertura imediata dos cinemas - relata.

Segundo Ricardo, com a aplicação dos devidos protocolos de proteção, os cinemas tendem a ser mais seguros que várias outras atividades da economia:

- Riscos acabam sendo mitigados dentro de um ambiente com pé direito alto, inclinação "stadium", sistema de refrigeração central com renovação constante de ar externo, no qual estaremos usando máscaras, sem interagir com outras pessoas, apenas assistindo passivamente ao filme, mantendo-se o devido distanciamento social e com capacidade limitada de espectadores.

VÍDEO: músico Luiz Martins lança primeiro disco solo 'Canto e Lugar'

Para o presidente da FENEEC, cinemas possuem menor risco do que outros segmentos da economia já em operação, onde a interação entre as pessoas e o manuseio de objetos é muito maior.

Os gerentes das redes Arcoplex e Cinépolis, que atuam em Santa Maria, também confirmam a preparação para abrir imediatamente quando for permitido. Wagner Pompeo, da Arcoplex, comenta que a decisão é dos governos estadual e municipal, mas que a empresa está pronta para o retorno.

- Lá no final de fevereiro até metade de março nós já tínhamos aumentado os protocolos de higiene entre as sessões, dobramos a disponibilidade de álcool gel etc. O distanciamento dentro das salas é fácil de fazer pelo sistema de marcação de poltronas. Poderíamos desativar por volta de 50 ou 60% das poltronas. Mas tudo isso é especulação, pois depende dos poderes liberarem e criarem as regras para reabertura - avalia o gerente.

PREFEITURA AGUARDA
A prefeitura, por meio da assessoria de comunicação, afirma que o sistema de Santa Maria é diferente dos estados supracitados. O modelo de distanciamento é definido pelo governo do Estado. Nos termos do decreto 55.240, essa mudança é do protocolo estadual, não sendo competência do município qualquer flexibilização. Se o Estado liberar, haverá a ponderação dentro da legislação e do cumprimento dos protocolos sanitários para a eventual reabertura dos estabelecimentos.

O Diário enviou os mesmos questionamentos para a assessoria da Secretaria de Estado da Cultura na segunda-feira e até a publicação desta reportagem não havia retornado.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190