no masm

Obra de Alphonsus Benetti ocupa salas do Museu de Arte neste mês

Exposição vai até o dia 31 de outubro e traz 'o Homem' como tema principal

Rodrigo Ricordi


Foto: Rodrigo Ricordi (Diário)

Ele cresceu na Quarta Colônia e, da infância sem energia elétrica até a aposentadoria como professor universitário, foram mais de 40 anos produzindo e ensinando arte quase que diariamente. A obra de Alphonsus Benetti é revisitada na exposição Persistência de Argos, que fica em cartaz até 31 de outubro nas salas Jeanine Vieiro e Iberê Camargo, no Museu de Arte de Santa Maria (Masm). A curadoria é de Antonio Junior e Roberto Gerhardt.

Passear pela exposição montada acompanhado do artista rende muita conversa e boas histórias. Com os olhos brilhando, Alphonsus acompanhou de perto a montagem da exposição que mostra grande parte de seus quadros, de 1976 a 2019. Desapegada da linha do tempo, preocupada com a estética, como não poderia deixar de ser, a Persistência de Argos traz ao observador os temas que permearam a vida do artista. O tema principal? O Homem.

Ex-presidente do Sindicato dos Municipários fala da trajetória e momentos marcantes na carreira

O diretor do Masm, Márcio Flores, considera a exposição uma das maiores do museu. Ele festeja a relevância da obra do artista e a concretização de um projeto de anos.

- É um dos artistas mais conceituados do Rio Grande do Sul, um grande mestre da pintura e da educação. O trabalho dele é muito significativo, com uma trajetória linda. Para o Masm, é uma honra receber um artista desse nível. Ele é plural em temas e tem uma particularidade. Em qualquer lugar do mundo, você vai reconhecer que a obra é do Alphonsus - fala.

Bailarinos da UFSM se apresentam nas ruínas de São Miguel das Missões

ESCOLHA DIFÍCIL
Um dos curadores da exposição, o artista Antonio Junior, falou da dificuldade de selecionar as obras de Alphonsus, tanto que três salas de exposição de Santa Maria não foram suficientes. Antonio foi aluno do homenageado na UFSM durante a graduação em Artes Visuais. 

- Me fez estabelecer relações com as orientações que recebi dele. Foi um desafio, pensar um projeto expográfico sobre as obras, porque o Alphonsus é um artista que pinta muito. Mesmo o público podendo visualizar as obras no Masm e na UFN, foi possível mostrar apenas um pouco de sua obra - comenta o organizador.

Colégio Maneco completa 66 anos

SERIEDADE E ARTE
Alphonsus traz na história a infância interiorana e colonial, de muito trabalho e pouca informação. Ele é nascido no interior de Faxinal do Soturno, filho de pequenos agricultores de montanha.

- Meu pai e minha mãe são muito humildes. O grande bem que tive deles foi terem me permitido estudar. Cheguei na universidade aos 20 anos e ainda trabalhava na roça. Na minha casa, não tinha rádio, nem revista, nem televisão. Meu contato com livros era no colégio e em uma banca de revistas. Mas já naquela época, eu já tinha definido que seguiria esse caminho. Eu trago muito disso: ética de trabalho, que é de produzir seriamente. Sempre considerei a arte uma coisa muito séria, e, por ser séria, faço sempre. Se possível, todas as noites no meu ateliê.

Cinest divulga filmes classificados para o festival

O OBJETO PRINCIPAL
O artista também faz uma análise de sua obra e de sua principal matéria prima: 

- Meu trabalho é ligado ao moderno. Afinal, eu começo na década de 1970. É um trabalho em que a forma é muito forte, basicamente figurativa, há pouca coisa abstrata. Envolve sempre a figura humana, visto que o grande dilema do homem é o homem. Não se pode dizer para onde o homem vai, mas o momento que vivemos hoje é angustiante. Chego a ficar depressivo com esses ataques à cultura e à universidade. O melhor e o pior que nós temos no planeta é o homem.

Persistência de Argos

  • De - Alphonsus Benetti
  • Quando - Até 31 de outubro (de segunda a sexta-feira das 9h ao meio-dia e das 13h às 16h)
  • Onde - Museu de Arte de Santa Maria (Masm), (Avenida Presidente Vargas, 1.400). Fone - (55) 3921-7090
  • Quanto - De graça



fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190