dia da criança

Na Feira do Livro, o encanto que abre o caminho para a leitura

Em 11 dias, foram vendidos em torno de 3,6 mil livros infantis. Saiba o que o evento oferece para as criança neste dia 12

Rodrigo Ricordi e Victoria Debortoli

Foto: Renan Mattos (Diário)

As irmãs Melissa (a partir da esq.), 10 anos, Luiza, 8, e Sofia, 7, foram com a mãe em busca de livros para comprar e brincar juntas

Desde o início do mês, quem passa pela Praça Saldanha Marinho pode mergulhar na magia da literatura e da cultura com a programação da 48ª Feira do Livro de Santa Maria. Com atividades para todos os públicos, a festa literária é também pensada especialmente para os pequenos leitores: as crianças. Até o próximo sábado, o evento tem espetáculos, intervenções artísticas, passeios de trenzinho e, claro, muitos livros infantis.

Em levantamento feito com os livreiros, a reportagem contabilizou um número próximo a 3,6 mil livros vendidos para o público infantil e juvenil em 11 dias de Feira do Livro.

Sofia, 7 anos, Melissa, 10 e Luiza 8, estavam saltitantes e com os olhos brilhando ao passear pela feira com a mãe, Raíssa Link de Oliveira, 30 anos. As pequenas leitoras estavam em busca de livros para poderem ler juntas.

- A leitura é muito importante, dá outra visão de mundo, leva a novos horizontes. Elas gostam muito. Inclusive, foi a avó delas que disse que a Feira do Livro estava na Praça e elas quiseram vir - conta a estudante de pedagogia.

ASSISTA: chegou a hora de Guto Gonzalez ir para a cozinha do BaitaChef

FORMAÇÃO DE LEITORES
De acordo com a secretária municipal de Cultura, Rose Carneiro, até agora, todas as atividades para as crianças foram um sucesso de público. Além disso, diversas ações descentralizadas levaram a Feira do Livro para escolas e projetos sociais, já que, por conta da pandemia, não é possível levar grupos de estudantes até a praça, como em anos anteriores.

- Nós precisamos dar oportunidade e livros de qualidade para que elas leiam. Um dos principais objetivos da feira é esse, formar leitores - comenta a secretária.

Hoje é comemorado, além do Dia da Criança, o Dia Nacional da Leitura. Para a educadora Maria Rita Py Dutra, os livros são importantes desde antes da alfabetização, pois as figuras já despertam a curiosidade das crianças. Com esses atrativos, ela vê a Feira com uma importância vital:

- Desde pequeno, é preciso incentivar a curiosidade e o prazer pelo livro. Isso deve continuar ao longo da vida, porque é fundamental para a construção do conhecimento do estudante querer ler, sem contar que é fundamental para que tenhamos adultos com capacidade de pensar e raciocinar. Quem não lê, não analisa uma história, é um ser quase que mecânico.

A educadora acredita ainda no potencial da literatura de atravessar fronteiras:

- A educação tem que ensinar a pensar, e o livro é uma excelente ferramenta para também ensinar a sonhar. Se uma criança, mesmo que na periferia sem recursos, tiver acesso a um livrinho, ela sonha e poderá viajar pelo mundo sem sair do lugar.

Para o professor e escritor Orlando Fonseca, a leitura nos coloca em contato com as peculiaridades da feição gráfica da Língua Portuguesa, e nos modos de elaboração textual escrita, o que permite exercitar a interpretação.

- Ao lermos uma obra literária, adquirimos conteúdo de longo prazo, fazendo isso com prazer, pois a arte se efetiva em nossa mente pela imaginação e pela fantasia. Efeito colateral interessante para o aprimoramento de nossa capacidade intelectiva e formação de um rico acervo expressivo - argumenta.

LER APROXIMA

Foto: Rodrigo Ricordi (Diário)

A leitura, além de ajudar no desenvolvimento intelectual, também aproxima os irmãos Thiago Camargo, de 31 anos, e Rafael, 11 anos (foto acima). Os dois foram para a Feira do Livro em busca da leitura preferida do mais novo: as revistas em quadrinhos. Indeciso sobre o que comprar, entre HQs de faroeste ou os de super-heróis, Rafael consultava irmão.

- Eu acho fundamental para os aprendizados, sair um pouco da realidade, aprender as coisas de forma divertida - salienta Thiago.

Fotógrafo santa-mariense participa da Semana de Moda de Paris

OS MAIS BUSCADOS
Entre os sucessos de venda para a gurizadinha, estão os mangás e obras como Nesse Livro a Bruxa Não vai para a Fogueira e A Princesa Salva a Si Mesma Neste Livro.

- As vendas aqui na banca são 80% literatura para crianças e adolescentes. Tive que pedir mais exemplares de Naruto, inclusive - comenta o livreiro Gérson Niffa.

Entre algumas bancas, mesmo que as vendas estejam indo bem, a sensação ainda é de que faltou alguma coisa. Vendedores chamam a atenção para o fato de as escolas não estarem presentes.

- Nos anos anteriores, os alunos já vinham com o dinheiro e compravam, isso subia bastante o número de vendas - recorda o livreiro Sérgio Renato Medeiros.

OPÇÕES PARA OS PEQUENOS
Quem quiser curtir o dia de hoje na praça, não falta opções na Feira do Livro. Durante a tarde, às 15h, será apresentado o espetáculo Polly Divertida, no Theatro Treze de Maio. Com composições autorais de Daniel Triaca e Rebecca De Rossi, a peça é conduzida de forma lúdica por músicos e professores da cidade, e busca estimular a musicalidade dos pequenos através do canto, brincadeiras, jogos, histórias, movimentos e improvisação sonora. Para assistir, basta retirar os ingressos antecipadamente na bilheteria do teatro, de forma gratuita.

A programação do feriado previa os passeios no trenzinho, porém o veículo precisou passar por conserto e não vai poder rodar nesta terça. No lugar dessa atividade, será apresentado o espetáculo Trem Maravilha, às 13h30min, das janelas do Theatro Treze de Maio. Trata-se de um espetáculo musical da Cia. Armazém com os músicos Igor Tadielo e Daiane Diniz, em que eles fazem um passeio no tempo pelas principais canções que fizeram sucesso entre as crianças dos anos 1980 para cá.

A programação da terça encerra com o espetáculo No Tempo Encantado das Estações, da Cia de Palhaços Clowncando, no Theatro Treze de Maio às 19h e ao vivo nas redes sociais. A peça conta a história de quatro irmãos - o Inverno, a Primavera, o Outono e o Verão, que viviam felizes em uma floresta encantada. Cada um deles dividia os dias entre si, até que as quatro estações resolveram usar os seus encantos no mesmo dia. Lembrando que para entrar no teatro é necessário apresentar o comprovante de vacinação.

HOJE

  • 13h30min - Espetáculo Trem Maravilha direto das janelas do Theatro Treze de Maio
  • 15h - Espetáculo Polly Divertida. Local: Theatro Treze de Maio (com retirada de senhas)
  • 19h - Livro Livre com o espetáculo No Tempo Encantado das Estações. Local: Theatro Treze de Maio (com retirada de senhas) e transmissão ao vivo nas redes sociais da Feira do Livro

QUARTA-FEIRA

  • 15h - Intervenção: 'O Circo do Mundinho Feliz' (Teatro Por Que Não?). Local: Praça Saldanha Marinho

QUINTA-FEIRA

  • 15h - Espetáculo Terra à Vista (Cia Armazém). Local: Theatro Treze de Maio

SEXTA-FEIRA

  • 17h - Intervenção: Passageiros da Alegria (Cia Retalhos). Local: Praça Saldanha Marinho

SÁBADO

  • 10h - Intervenção com Passageiros da Alegria (Cia Retalhos). Local: Praça Saldanha Marinho
  • 10h às 12h e das 15h às 18h - Passeio de trenzinho 'Lendo a cidade: caminho aos trilhos'. Local: saída da Av. Rio Branco
  • 17h - Intervenção com Passageiros da Alegria (Cia Retalhos). Local: Praça Saldanha Marinho


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190