na feira do livro

Exposição conta como era fazer cinema animado antes dos computadores

Mostra é interativa e reúne acervo do cineasta Joel Saldanha

18.297

Fotos: Renan Mattos (Diário)

Filhas de Joel Saldanha, Aline e Silvia, foram conferir o legado do pai

Fazer cinema de animação não é fácil nem mesmo com um arsenal de equipamentos tecnológicos. Em Santa Maria, muito antes dos computadores existirem, a mente criativa e inventiva de Joel Saldanha já realizava filmes animados. Essa história é contada na exposição Nos Animados Tempos de Joel Saldanha, realizada pela TV OVO, que integra a programação da 48° Feira do Livro de Santa Maria.

Projeto leva espetáculo virtual do Teatro Por Que Não? para sete cidades da região

Saldanha, que viveu entre 1936 a 2018, nasceu em Quaraí, mas morou em Santa Maria. Na cidade, foi desenhista da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e ilustrou livros e revistas. Ele é, inclusive, o autor do símbolo da instituição, o Quero-Quero. O amor pelo cinema de animação o motivou a construir equipamentos, maquetes, bonecos articulados e diversos materiais que podem ser conferidos na mostra. O acervo do cineasta foi doado pela família para a TV OVO, que desde o início do ano trabalha na catalogação, que conta com objetos antigos, filmes em película e preciosidades, como os desenhos feitos por ele para dar vida a seus personagens em uma época em que as animações eram desenhadas quadro a quadro.

- Esse material que ele tinha, estava dentro do apartamento com ele. Ver tudo isso ganhar a cidade, as pessoas poderem ter contato com isso, é muito legal - comenta a curadora da exposição, Marilice Daronco.

As filhas de Saldanha, Aline e Silvia, foram conferir a mostra no dia da abertura, na tarde da última sexta-feira. As duas cresceram acompanhando o trabalho do pai:

- Era muito legal, era divertido participar quando ele gravava ou fazia alguma coisa. É muito bom ver essa exposição, da forma que foi organizada - conta Silvia.

Para elas, compartilhar o legado do cineasta com a cidade é gratificante:

- Eu tenho as melhores memórias possíveis, porque tivemos uma infância muito criativa, ele sempre incentivou isso na gente. Crescemos com esse contato de ver ele produzindo, ele inventava muita moda e fazíamos parte disso tudo. Ver isso tudo aqui hoje reunido, representa o esforço de uma vida inteira, de paixão, energia e tempo que ele dedicou, e basicamente só a família sabia - acrescentou Aline.

VOTE: ajude a escolher o BaitaChef 2021

Além de conferir o acervo na Sala Angelita Stefani, na Universidade Franciscana (UFN), o público pode também interagir por meio de QR Codes. Por isso, recomenda-se levar celular e fone de ouvido.

As obras de Saldanha também vão ser transformadas em seis produções audiovisuais realizadas pela TV OVO. O resultado será divulgado em breve pelas redes sociais da instituição.

A exposição faz parte do Projeto Acervo Joel Saldanha, aprovado no edital de Fomento aos Espaços Culturais de Santa Maria, da Secretaria de Município de Cultura, através da Lei Aldir Blanc e também conta com o apoio da Fundação Eny.

Nos animados Tempos de Joel Saldanha

  • O que _ Exposição interativa
  • Onde _ Sala de Exposições Angelita Stefani, na UFN (conjunto III, prédio 14)
  • Quando _ Até 29 de outubro. As visitas podem ser feitas nas segundas, terças e quintas das 8h30min às 12h; segundas à tarde, das 15h15min às 18h; terças, quartas e sextas das 13h30min às 18h
  • Quanto _ De graça


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190