cinema para todas

Conheça os premiados do Santa Maria Vídeo e Cinema

13ª edição chega ao fim com entrega do tradicional Troféu Vento Norte

18.313

Foto: Pedro Piegas (Diário)

No ano em que o Santa Maria Vídeo e Cinema trouxe o tema "Cinema Para Todas", homenageando as mulheres da sétima arte, o festival coroou com o Troféu Vento Norte de Melhor Curta local a obra Feminino Substantivo, da diretora Neli Mombelli. O curta também foi reconhecido como Melhor Curta pelo Júri Popular. A cerimônia de premiação da 13ª edição ocorreu no Salão Bianco Nero, anexo à Fadisma, no sábado à noite, e reuniu dezenas de apreciadores da cultura. O documentário vencedor dos dois principais prêmios da noite tem quase 10 minutos e foi registrado em setembro de 2018, na Praça Saldanha Marinho, quando milhares de mulheres de todo o Brasil foram às ruas em repúdio às declarações do então candidato à presidência Jair Bolsonaro.

- Esses dois troféus representam que o filme tocou tanto o público quanto o olhar especializado, algo difícil de acontecer. Além disso, com um tema caro para a sociedade e que enfrenta resistência. Estar na praça com um filme que evoca a luta das mulheres e ser premiado, no atual momento do país, é um reconhecimento que potencializa o que o curta pretende trazer para o debate social - diz Neli. 

O Troféu Vento Norte de Melhor Direção foi entregue a Fabrício Koltermann, por Love do Amor. O filme também levou Melhor Montagem (Koltermann), Melhor Ator (Senna Jr.) e Melhor Direção de Arte (Camila Marques). Com isso, Koltermann, que já tinha 29 prêmios, abre vantagem e passa a ter 31 Troféus Vento Norte. 
Na categoria Melhor Atriz, Cândice Lorenzoni venceu por 2319, e o prêmio de Melhor Roteiro ficou com Matheus Fighera, por Elena Nunca Esteve Aqui. 

Documentários sobre esclerose e feminismo são lançados no último dia de SMVC

Troféu Vento Norte Diário de Santa Maria

Pela primeira vez, o SMVC premiou o curta mais votado pela internet com o Troféu Vento Norte Diário de Santa Maria. Foram centenas de votos e a produção escolhida pela maioria foi Disforia, de Gabriel Caon. Formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade Federal de Santa Maria, Gabriel Caon agradeceu à universidade pública por dar a tantas pessoas o conhecimento necessário para realizar projetos que, segundo ele, sem a estrutura pública, morreriam na fase embrionária. 

- Esse é único tipo de aborto que não pode ser aceito - ressaltou sob aplausos da plateia. 

Aproveitando a temática do festival, Caon recitou um trecho citado no curta e fez uma reflexão sobre o feminismo:
- As revoluções acontecem quando elas mudam comportamentos. Quando inventaram as lâmpadas, as pessoas continuaram usando velas. O mundo só mudou quando todo mundo passou a usar lâmpadas. O feminismo vem caminhando, mas quando o nosso comportamento mudar, o mundo vai mudar. 

Veja, nos vídeo abaixos, como foi a cerimônia de premiação:

CONHEÇA OS VENCEDORES:
Mostra CredPago de Curtas-Metragens Brasileiros

Melhor curta do festival 
"Parabéns a Você", de Andréia Kaláboa

Melhor curta de ficção
"Riscados pela memória", de Alex Vidigal

Melhor curta de documentário
"Lauri e a subversão", de Marco Escrivão e Pedro F. Russo 

Melhor curta pelo júri popular
"Riscados pela memória", de Alex Vidigal

Melhor direção
Andréia Kaláboa, por "Parabéns a Você"

Melhor atriz
Guenia Lemos, por "Julieta de bicicleta"

Melhor ator
Antonio Pitanga, por "Riscados pela memória"

Melhor roteiro
Boca Migotto, por "Dia de mudança"

Melhor direção de fotografia
João Castelo Branco, por "Parabéns a você"

Melhor montagem
Marco Escrivão, por "Lauri e a subversão"

Melhor trilha sonora original
Renan Franzen, "À sombra"

Melhor direção de arte
Isabelle Bittencourt, por "Parabéns a você"

Melhor desenho de som
Olivia Hernández, por Riscados pela Memória

Menções honrosas:

  • Para "Meio filme de família. Meio filme de viagem.", de Pedro Riera, pela ousadia da linguagem e pelo roteiro.
  • Para "Veraneio", Nelson Diniz, pelo roteiro e pela interpretação dos atores e atrizes.
  • Para "À Sombra", Felipe Iesbick - pelo argumento e pelas interpretações de João França e Áurea Batista.

Mostra Bambino de Curtas-Metragens de Santa Maria e Região

Melhor curta de Santa Maria
"Feminino Substantivo", de Neli Mombelli

Melhor curta de Santa Maria e região pelo júri popular
"Feminino Substantivo", de Neli Mombelli

Melhor direção
Fabrício Koltermann, por "Love do Amor"

Melhor atriz
Cândice Lorenzoni, por "2319"

Melhor ator
Senna Jr., por "Love do Amor"

Melhor roteiro
Matheus Fighera, por "Elena nunca esteve aqui"

Melhor direção de fotografia
Alexsandro Pedrollo, por "Existência"

Melhor montagem
Fabrício Koltemann, por "Love do amor"

Melhor trilha sonora original
Rodrigo Tranquilo, por "Feminino substantivo"

Melhor direção de arte
Camila Marques, por "Love do amor"

Melhor desenho de som
Gonzalo Miñan, por "T.R.I.M.M"

Menções honrosas:

  •         Para "Flipando ideias", pela temática e pela direção coletiva
  •         Para "M", pela temática e direção coletiva
  •         Para Joel Cambraia, pela interpretação em "Elena não esteve aqui"

OUTRAS PREMIAÇÕES:

  • Troféu Clayton Coelho de Direitos Humanos 
  • "Polifeira do Agricultor - A produção", de Thomás Townsend e Luana Giazzon

Troféu Cineclube Laterninha Aurélio
"Existência", de Paulo Tavares

Troféu Vento Norte Diário de Santa Maria
"Disforia", de Gabriel Caon

Troféu Rede Sina 
"#Procuram-se Mulheres", de Rozzi Brasil


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190