Nova etapa

Após manifestações, edital Prêmio Trajetórias anula resultado e recomeça processo

Nesta nova fase, os inscritos terão até amanhã para indicar um segmento para concorrer a premiação

Foto: Foto: Divulgação
Em 2007, recebeu o título de Griô de Tradição Oral por meio da Ação Griô Nacional, do Programa Cultura Viva (Ministério da Cultura). As contações de histórias eram compostas por diversos elementos: a música, a dança, o estandarte, as fotografias, os cartões, as bonecas e os fuxico produzidos por ela.


Foto: Divulgação

Conhecida por suas contribuições culturais em Pelotas e região, Mestra Griô (titulo concedido a ela em 2007, pelo Ministério da Cultura) Sirley Amaro é a homenageada do edital contemplado pela Lei Aldir Blanc, que deve premiar as trajetórias de agentes culturais em todo o Estado.

Após denúncias e manifestações acerca da lista do edital Prêmio Trajetórias Culturais - Mestra Griô Sirley Amaro divulgada em 5 de abril, a Secretaria do Estado da Cultura (Sedac-RS) e o Instituto Trocando Idéia, responsável pela execução do edital, optaram por cancelar o resultado e recomeçar o processo de seleção dos inscritos. A decisão foi publicada no site da Sedac na última sexta-feira (30).

Projeto da TV OVO seleciona curtas até esta quarta-feira

Em nota, ainda foram passadas orientações para que o edital seja retomado. Até amanhã (4), os inscritos devem indicar um segmento principal para concorrer ao prêmio. O reajuste da inscrição pode ser feito pelo site do edital. A escolha por uma categoria que não é relevante para a trajetória inscrita ou a não mudança no cadastro resultarão na desclassificação do participante.

Após essa fase, um novo resultado preliminar deve ser publicado, dando início às etapas de recursos, publicação da lista definitiva e o repasse do prêmio de R$ 8 mil a cada contemplado.

Prefeitura lança programação dos 163 anos de Santa Maria

ENTENDA

Na busca por valorizar a caminhada de personalidades ligadas à cultura do Estado e homenagear a Mestre Griô Sirley Amaro, o edital Trajetórias Culturais foi lançado com recursos da Lei Aldir Blanc em fevereiro de 2021. Inspirado no edital Movimento - Prêmio de Reconhecimento da Cultura Popular, o edital previa a premiação de R$ 8 mil para cada contemplado nestes 12 segmentos culturais: audiovisual, artesanato, artes visuais, circo, culturas populares, cultura viva, dança, música, teatro, museus, memória e patrimônio, diversidade linguística, livros, leitura e literatura.

Publicada no dia 5 de abril, a lista preliminar do edital Trajetórias Culturais contemplou 1,5 mil agentes culturais, sendo 51% cotistas autodeclarados negros, pardos, indígenas, quilombolas, ciganos, pessoas trans e travestis, assim como pessoas com deficiências. Entretanto, o resultado gerou em uma série de denúncias e reclamações, levando a organização a rever alguns requisitos.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190