contatos Assine
vida e saúde

Como são as famílias hoje?

04 Junho 2018 17:20:00

Colunista Ticiana Fontana fala sobre a relação familiar

Observo meus dois filhos e constato que são bem mais evoluídos do que eu. Em tese, seremos melhores pais que nossos pais, nossos filhos serão melhores pais que a gente e assim sucessivamente. Tenho a convicção que o ser humano está em constante evolução, basta observar as transformações inimagináveis que ocorreram nos últimos anos e as que vivenciaremos pelos próximos anos.

Porém, esse ambiente em transformação não necessariamente significa que as famílias de hoje são melhores ou piores que as de outros tempos. No geral, as comparações sempre serão falhas. E não adianta ficar com pensamentos do tipo "antigamente era melhor". Precisamos estar inseridos no nosso tempo e encarar os novos desafios de hoje, buscando o equilíbrio necessário para ter uma vida melhor e plena como família.

Fazer ou não fazer parte do grupo de Whats da escola de seu filho? Eis a questão

Essa conversa é resultado de um momento de pausa e reflexões que tive dias atrás. Uma das pautas em discussão foi a família, os pontos positivos e os negativos da família de hoje. Após o diagnóstico, veio o tratamento. Ou seja, como agir para obter como resultado um ambiente equilibrado e harmônico.

Então, compartilho a experiência com os caros leitores e proponho uma pausa de 20 a 30 minutos na sua vida. Anote em uma folha ou digite em qualquer plataforma digital os pontos positivos da família de hoje (com base em sua experiência pessoal ou observações gerais) e os negativos. Findada as duas tarefas, releia e analise. Após essa reflexão, pegue uma outra folha oua plataforma digital para escrever o que deve ser feito para melhorar a sua família?

Pronto, agora é colocar as propostas em ação. Não é fácil, mas um exercício que deve ser feito permanentemente.


Foto: Pixabay

Um relato pessoal 
Vou demonstrar a minha análise feita com base em observações próprias e com o olhar de quem participou deste momento junto comigo: 

Pontos positivos da família de hoje:
É mais aberta, mais sincera e transparente, carinhosa, afetiva. Há mais momentos para expressar os sentimentos de todos os integrantes. As famílias são mais plurais com diversos arranjos familiares. Avós e os pais (figura masculina) são mais participativos na educação, tarefas domésticas e na vida familiar como um todo 

Pontos negativos:
Hiperconexão está resultado em um distanciamento entre os membros da família. A falta de tempo de todos arrecata em falta diálogo, falta de limites e de valores. Estamos focados no individualismo, mais intolerantes e impacientes, sem ou com pouca espiritualidade ou religiosidade, nos tornamos menos solidários

Como agir para melhor a nossa vida em família?
A partir do autoconhecimento e das reflexões sobre a minha vida em família, passar a tomar novas atitudes com empatia, sendo um agente transformador. Ter vigilância permanente e reservar um tempo para exercitar essas intenções e colocá-las em prática. Ou seja, levar mais palavras positivas e de carinho, ajudar a fortalecer a fé de todos. Ser exemplo, aceitando as diferenças do grupo, tendo mais paciência e tolerância. Fazer combinações para limitar o uso de tecnologia ou usá-la sem tanta dependência, falar menos e ouvir mais. Enfim, estar por inteiro e mais presente em família  

fale com a redação

quem somos
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7110
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3220-1717
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3220-1818
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)

para anunciar
(55) 3219-4243
(55) 3219-4249