contatos Assine
sociedade

Nunca diga Nunca

Colunista fala sobre a coerência ao usar a palavra 'nunca' em promessas


Em algum momento da vida, certamente já afirmamos: nunca farei isso, nunca farei aquilo. Ao falar essa frase nos comprometemos a não fazer determinada coisa. A ação já se dá na enunciação. A possibilidade, entretanto, de ir contra a essa frase, em algum momento da vida, existe sempre... 

Já testemunhamos diversos recuos de pessoas que, enfaticamente, disseram algo e fizeram o contrário. Circunstâncias modificam afirmações, ou por razões, ou por conveniências. Um exemplo cotidiano disso acontece com política. A cada eleição, candidatos falam que NUNCA trairiam seus eleitores, que pautariam suas decisões pela ética, pelo respeito a grupos organizados ou a seus companheiros de partido. Ao tomarem posse, no entanto, nem demora muito para fazerem o que NUNCA iriam fazer. Certamente, escolhemos um candidato por suas propostas, mas também é preciso ter conhecimento sobre ele, sobre sua biografia, sobre sua história pessoal.... o conhecimento do trabalho, da história e do caráter pode diminuir nossas decepções posteriores.

Mesmo na vida pessoal, em momentos de discussões, falam frases como "Isso eu nunca farei" ou. "Eu nunca vou fazer isso com você ". Acontece que, um tempo depois, por contingências do tempo ou necessidade, as pessoas quebram promessas e acabam fazendo o que diziam jamais fazer.

Como fugir da armadilha do Nunca farei...? Antes de tudo, precisamos ter responsabilidade e coerência com a palavra empenhada e ética para com aqueles com quem se convive, trabalha ou representa. Esse pode ser o primeiro passo. Após, precisa-se sempre lembrar de onde viemos e qual a sua responsabilidade com as pessoas que encontramos em nossa trajetória.

Infelizmente precisamos conviver com o NUNCA em nossas vidas, já que reviravoltas acontecem, circunstâncias alteram até posicionamentos que pareciam bem sedimentados. É importante lembrar de nossa essência, de nossa história e por que agimos como agimos. Do ponto de vista prático, que tal evitar afirmações tão fechadas e definitivas ?



fale conosco

redação
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
atendimento@diariosm.com.br
ouvidoria@diariosm.com.br
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190