coluna marcelo martins

Construção de capelas, obra no cemitério e Calçadão e novo condomínio em Camobi

Colunista Marcelo Martins traz os desdobramentos do novo empreendimento que chegará em Santa Maria

A notícia exclusiva de um novo empreendimento imobiliário em Santa Maria não se restringe apenas à construção de um condomínio com mais de 730 apartamentos em Camobi. O empreendimento fechado pela prefeitura com a construtora De Marco Incorporações Imobiliárias vai render mais frutos a Santa Maria.

Por meio de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com a construtora, a prefeitura garantiu medidas compensatórias, que vão mudar algumas realidades que eram verdadeiros calcanhares de aquiles por sucessivas administrações municipais. O TAC foi possível depois da atualização do Plano Diretor, que, agora, prevê o direcionamento de medidas compensatórias. Ou seja: a prefeitura pode escolher as medidas compensatórias.

1. O CONDOMÍNIO
A De Marco, de Erechim, estará à frente de um aporte de mais de R$ 120 milhões no ramo habitacional do município. Ao todo, a construtora erguerá, em até quatro anos, 23 prédios que, juntos, irão somar mais de 700 apartamentos. O endereço do empreendimento será a Avenida João Machado Soares, em Camobi.


A área do terreno, já comprada, tem 45,8 mil metros quadrados. E o start deve ser dado ainda no próximo mês com a montagem do canteiro de obra e com as primeiras máquinas já realizando a terraplanagem e, claro, as primeiras construções.   Criada em 2011, a De Marco Incorporações Imobiliárias se especializou em unidades habitacionais pelo Minha Casa, Minha Vida. De lá para cá, foram entregues mais de 800 apartamentos em diversos municípios gaúchos.

2. MEDIDAS COMPENSATÓRIAS: REFORMAS EM ESCOLA, POSTOS, PRAÇAS E CALÇADÃOFoto: divulgação
Imagem de como deve ficar o Calçadão após a reforma

A De Marco aportará R$ 1,75 milhão como contrapartida. Dessa contrapartida, R$ 850 mil serão utilizados para a reforma de uma escola municipal, de um posto de saúde, a manutenção de uma praça, intervenções em paradas de ônibus precarizadas e inexistentes e, por fim, à construção de uma ciclovia. Tudo no entorno do condomínio, que ficará na Avenida João Machado Soares. Já a outra parte da verba, de R$ 900 mil, será destinada a outros investimentos de interesse do poder público, como a reforma do Calçadão. Há a possibilidade de que o valor de R$ 900 mil seja fracionado, conforme sinalização feita pela própria prefeitura. A verba de R$ 400 mil ajudará a dar uma injeção na recuperação do Calçadão. 

- É uma contrapartida significativa que daremos à prefeitura, mas vimos em Santa Maria um nicho promissor, além do que é uma cidade que tenho um carinho muito grande - afirma De Marco. 

3. MELHORIAS COMPENSATÓRIAS 2: OBRAS NO CEMITÉRIO E NOVAS CAPELASFoto: Pedro Piegas (Diário Arquivo)

Outra dor de cabeça do Executivo deve ser resolvida com uma parceria entre prefeitura, De Marco e Hospital de Caridade. Na manhã desta quarta-feira, representantes da administração Jorge Pozzobom (PSDB) e da direção do Hospital de Caridade estiveram reunidos e aprovaram uma parceria entre as instituições que possa dar enfrentamento à precarização do Ecumênico e, igualmente, à construção de mais capelas mortuárias.

A prefeitura tem um plano que prevê duas frentes para resolver ou, ao menos, minimizar os problemas do Ecumênico.

Em um deles, a construtora De Marco construirá um condomínio de prédios em Camobi. A empreiteira aportará R$ 500 mil para a construção de parte das capelas que seriam erguidas em uma área - de propriedade da prefeitura - aos fundos do próprio cemitério. Com esse recurso, seria possível viabilizar um estacionamento, a parte administrativa (com salas), calçadas e, ainda, o cercamento da área com um muro. As capelas devem ser construídas até outubro

Na parceria com o Caridade, o hospital irá se somar à construção de mais capelas mortuárias. Em um primeiro momento, o cemitério poderia ter até cinco capelas. Mas, claro, com possibilidade de aumentar esse número, conforme a prefeitura informou à coluna. Isso representaria ainda o fim de um problema crônico de mobilidade que a cidade convive há muitos anos: a realização de cortejos fúnebres que, em horários de pico, deixam o já caótico trânsito de Santa Maria, ainda pior. 


fale conosco

redação
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
atendimento@diariosm.com.br
ouvidoria@diariosm.com.br
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190