contatos Assine
coluna marcelo martins

Após renovação de contrato com a prefeitura, Corsan investe mais de R$ 25 milhões em obras

10 Julho 2019 19:46:00

São, ao todo, mais de dez frentes de trabalho e a cifra deve dobrar em breve


A relação da prefeitura de Santa Maria com a Corsan nunca foi das mais amistosas e, em um passado recente, já foi de enfrentamento e, por pouco, não se chegou a um rompimento definitivo. Agora, as águas que correm deram uma nova dinâmica a este convívio. Desde a renovação contratual entre as partes, ainda em 2018, que deve perdurar (se nada de excepcional ocorrer) pelas próximas três décadas, a Corsan colocou um caminhão de investimentos nas ruas, bairros, vilas e distritos do município. Há, pelo menos, mais de 10 frentes de trabalho que, juntas, somam investimentos de R$ 26 milhões

Leia mais colunas de Marcelo Martins

Valor este, inclusive, que deve dobrar tão logo seja iniciada a Estação de Tratamento de Esgoto, a chamada ETE, que vai ficar dentro da Lorenzi e será duplicada e modernizada. O investimento será de R$ 26 milhões. Este serviço já foi licitado e se espera que as obras comecem o quanto antes. A ETE já foi licitada, porém não foi iniciada porque há, no momento, um julgamento administrativo das propostas apresentadas pelas empresas envolvidas no certame. 

Desde a semana passada, as obras do esgoto de Camobi - que contabilizaram várias idas e vindas desde 2013 - foram, enfim, retomadas. E a tendência é que até o primeiro semestre de 2021 se tenha a conclusão desse importante serviço. Apenas neste canteiro de obras, serão mais 18 quilômetros de tubulação que beneficiarão quase 30 mil pessoas. Um investimento que, agora, terá um reforço de R$ 12 milhões - além dos já R$ 30 milhões aportados e executados pela companhia. Para essa reta final estão previstos os serviços de conclusão das chamadas elevatórias.

Já no chamado contrato de performance estão previstos mais R$ 10 milhões com o objetivo de redução de perdas. Iniciadas em março, e com previsão contratual de dois anos, a Corsan conta com mais de 10 equipes que trabalham nas ruas ao verificar a existência de fraudes (adulterações de hidrômetros) e, principalmente, nos chamados consertos invisíveis. Ou seja, na pesquisa de campo e consertos de vazamentos que, aparentemente, não são visíveis. Também serão feitos processos de automação e de substituição de redes.

Também há um investimento de R$ 1,8 milhão na ampliação do Centro de Controle Operacional da Corsan, que deve ser concluído em 12 meses, e que dará uma maior automação do sistema. Já na zona rural, no distrito de Santa Flora o serviço foi concluído nesta quarta-feira. E para amanhã (11) as atividades serão iniciadas em São Valentim. A ampliação da rede de abastecimento de água às comunidades dessas localidades a um custo de R$ 1 milhão.

A Corsan também tem realizado, nos bairros Lorenzi e Campestre do Menino Deus, a substituição e ampliação da rede de abastecimento de água. O que representa um investimento de R$ 580 mil. Na semana passada, a companhia deu ordem de início para os serviços de georreferenciamento das redes de água a um custo de R$ 700 mil. 


fale conosco

redação
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
atendimento@diariosm.com.br
ouvidoria@diariosm.com.br
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190