gastronomia

Cervejas de Trigo, um convite ao mundo da cerveja artesanal

Colunista Denys Coelho ensina, em vídeo, como servir uma cerveja de trigo



As cervejas de trigo são normalmente as responsáveis por recepcionar os novatos no mundo das cervejas especiais. Isso acontece, principalmente, porque elas têm baixo amargor e são fáceis de tomar, apesar de forte personalidade no aroma e sabor.

Esse tipo de cerveja tem alta fermentação (a fermentação acontece na parte de cima do tanque), tipo Ale, e normalmente recebem um percentual de 50% de malte de trigo ou trigo não maltado na sua receita, algumas alemãs levam um percentual de 70%. Se você não entendeu, eu explico: é MUITO trigo!

Confira, em vídeo, a forma correta de servir uma 'Hefeweizen':


Como eu sempre digo, toda cerveja tem história, e a das cervejas de trigo começou no Sul da Alemanha, mais precisamente na região da Baviera. 

O termo "weizen", em alemão, significa trigo, e "Weiss" quer dizer branco. Podemos encontrar essas duas designações para as cervejas de trigo alemãs. Logo é correto tanto utilizar a Weizen ou Weiss para designar as cervejas de trigo. Já "hefe" em alemão é levedura, logo uma HefeWeizen é uma cerveja de trigo, com levedura na garrafa (ela foi refermentada na garrafa). 

Abaixo algumas variações alemãs sobre o tema: 

  • Weissbier ou Weizenbier: Cerveja de trigo 
  • Hefeweizen: Cerveja de trigo refermentada na garrafa 
  • DunkelWeizen: Cerveja de trigo escura 
  • KristallWeiss: Cerveja de trigo filtrada 
  • BockWeizen: cerveja de trigo com maior teor alcoólico 

Os rótulos mais tradicionais entre esse tipo de cervejas são Weihenstephaner (que por sinal é produzida desde 1.040), Paulaner, Erdinger, Schneider, Franziskaner, Licher. 

As HefeWeizen, ficam com a levedura depositada no fundo. Para tomá-las, existe um copo especial, que é alto, e tem o mesmo volume da garrafa. Três quartos do conteúdo da garrafa devem ser servidos lentamente a 45 graus, formando a menor quantidade de espuma possível. Antes de servir a última quarta parte, é preciso agitar circularmente a garrafa, para a formação do creme e homogeinização do sedimento. Depois, basta servir e terá uma cerveja de trigo, turva, cremosa e saborosa, servida como manda a tradição. Deu água na boca? Então espia o vídeo que preparamos para você conferir junto com essa coluna. 

As cervejas de trigo caracterizam-se pela ótima formação de espuma, maior sensação de corpo, com aromas frutados como banana e abacaxi e aroma de cravo. Na sua próxima degustação de uma Weissbier, antes do primeiro gole, leve a cerveja ao nariz e inspire suavemente, mesmo para os narizes menos treinados, o aroma de cravo vai ser facilmente percebido. Ao levar a cerveja à boca, deixe ela descansar alguns segundos sobre a língua antes de engolir, este aquecimento facilitará a percepção dos sabores frutados. 

Essas cervejas são excelentes para harmonizar com comidas, são conhecidas como coringas, indicadas para saladas e frutos do mar, porém pela sua acidez e carbonatação combinam bem com comida de boteco. 

O que falei acima se refere á escola clássica e às tradições. Os cervejeiros artesanais, experimentadores que são, criaram estilos que chamarei de contemporâneos, como a Hop Weiss, que é uma cerveja de trigo bem mais lupulada que utiliza lúpulos cítricos norte-americanos e a Wheat Wine (vinho de trigo), estilo com alto teor alcoólico e que requer tempos de maturação maiores (meses). Um especial exemplo de Wheat Wine é a da Macchina Cervejeira, de Santa Maria, ganhadora de medalha de bronze em Blumenau/2018. 

Prosit


fale conosco

redação
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
atendimento@diariosm.com.br
ouvidoria@diariosm.com.br
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190