contatos Assine
finanças pessoais

A necessidade da educação financeira para jovens

23 Agosto 2018 16:40:00

Colunista Giovana Lara dá dicas para os jovens cuidarem do seu financeiro


A população como um todo necessita de uma reeducação financeira, haja vista o grande número de pessoas que enfrentam diariamente problemas com o mau uso do dinheiro, ou a falta dele por inúmeros motivos. Tal afirmação pode ser rapidamente corroborada pelo número recorde de inadimplência no Brasil. O número de consumidores inadimplentes chegou a 61,8 milhões segundo dados da Serasa Expirian.

Direito de arrependimento: como funciona?

O público jovem enfrenta as mesmas dificuldades que o resto da população no que diz respeito às suas finanças, sendo ainda mais vulneráveis pela falta de experiência e maturidade. Não encontramos aulas sobre educação financeira nas escolas, e muitas vezes os pais também não possuem conhecimento acerca do tema para repassar aos filhos.


Foto: Pixabay

É comum que os jovens abram as chamadas "contas universitárias". Esse tipo de conta tem as suas vantagens, como o baixo valor da anuidade e das tarifas, por exemplo, mas também pode levar o estudante a cair em armadilhas. Alguns bancos chegam a oferecer até R$1.500,00 de limite de crédito nas contas universitárias. É possível, inclusive, fazer uso do cheque especial. Com tanto crédito disponível, os jovens acabam se atrapalhando em suas finanças. Soma-se a isso o fato de que a maioria dos bancos não exige comprovação de renda para abrir a conta universitária.

Bancarização do consumo: 72% dos brasileiros têm cartão de crédito

A educação financeira surge como a saída para esses, e problemas futuros, afinal jovens educados financeiramente se tornam consumidores mais responsáveis. É por meio dela que aprendemos a orientar as nossas tomadas de decisões, a conhecer os diversos serviços financeiros ofertados no mercado, juros, investimentos e rendimentos. Desta forma, a educação financeira é o "conjunto de conjunto de informações que auxilia as pessoas a lidarem com a sua renda, com a gestão do dinheiro, com gastos e empréstimos monetários, poupança e investimentos de curto e longo prazo".

Assim, preparei algumas dicas essenciais para te ajudar a se organizar financeiramente:

  1. Baixe o aplicativo do banco no seu celular, assim você pode controlar facilmente seus gastos e ter atenção ao seu saldo;
  2. Para evitar surpresas, desabilite o cheque especial. Você pode reativá-lo a qualquer momento, entrando em contato com o Serviço de Apoio ao Cliente (SAC) do seu banco, mas lembre-se: utilize-o somente em casos de emergência, pois os juros do cheque especial são altíssimos.
  3. Não utilize o cartão de crédito para compras pequenas, lembre-se que pequenos valores vão se acumulando e o valor da fatura acaba alto. Se quer comprar algo de valor relativamente baixo, que não é uma necessidade, e não tem o dinheiro em mãos para isso, não compre! Utilize o cartão de crédito para emergências ou para compras de maior valor, para as quais é interessante o parcelamento.


fale conosco

redação
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
atendimento@diariosm.com.br
ouvidoria@diariosm.com.br
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190