contatos Assine
cultura

Colunista apresenta músico, compositor e expoente da música litorânea no Estado

Deborah Rosa fala sobre a trajetória de Loreno Santos


Foto: Arquivo pessoal

O universo dos Festivais é único. Oportunidade rica de troca e, momento de conhecer pessoas especiais, cheias de histórias e vivências. Hoje falarei sobre Loreno José dos Santos, o grande Loreno Santos. Compositor da canção Amor de Pescador junto a Patrícia Camargo, sua esposa; que tive o prazer de interpretar na Tafona da Canção 2019

Pessoa de uma generosidade incrível, com uma trajetória cheia de composições premiadas, interpretadas por vários músicos do cenário.

Um verdadeiro artista. 

Multi instrumentista, arranjador e cantor, Loreno é natural de Osório, berço rico da cultura litorânea no estado. Iniciou sua carreira musical em 1969, como guitarrista e vocalista na banda Os Jatos, cuja principal inspiração era The Beatles. Em 1971, ganhou o primeiro lugar no festival de bandas Lira de Prata. Em 1973, com mais 3 integrantes dos Jatos e já como tecladista, formou o Prelúdio, banda de baile que tocou por todo o RS, Santa Catarina, Uruguay e Argentina. Com esta banda, ganhou primeiro lugar em 2 festivais no Araújo Viana, em 1977 e 1979. Em 1979, ganharam 2° lugar na Vindima da Canção, na Serra Gaúcha. Em 1988, desvinculou-se da banda, formando dupla com Marly Matos, dando prioridade para o trabalho em eventos particulares e restaurantes como Bali Hai, em Atlântida e Nono Miro, em Tramandaí.  

Foto: Arquivo pessoal 

Foto: Arquivo pessoal 

Foto: Arquivo pessoal 

Na TAFONA da Canção: Em 2000, classificou sua primeira música na Tafona da Canção Nativa, a canção Vento Nordeste, com a qual ganhou troféu de Melhor Tema Litorâneo, na Tafoninha e Melhor Tema Osoriense, na Tafona. Esta canção foi, posteriormente, gravada por Dante Ramon Ledesma. Em 2002, classificou Iemanjá, que ganhou Melhor Tema Litorâneo na Tafoninha.

Em 2003, ganhou primeiro lugar com Mar da Vida e Melhor Tema Litorâneo com Festa do Rosario. Em 2007, com Alma das Águas ganhou melhor tema Litorâneo. Em 2008, participou com a canção Nu de Luz, em que a intérprete Mari Ramos ganhou troféu de Menção Especial do júri. Em 2010, classificou Noite de Tafona, que ganhou Melhor Tema Litorâneo e Melhor Música do Publico. Em 2011, com Maria Tereza, ganhou Melhor Tema Osoriense, Melhor Música do público, Melhor intérprete para Mari Ramos e 2° lugar. Em 2011, com a canção De Açúcar e de Sal, ganhou Melhor Música do Publico e Melhor Tema Osoriense; Em 2017, participou com a canção Bandeira de São José; 2018 - 2019: Amor de Pescador ganhou Melhor Tema Litorâneo na Tafoninha e Melhor intérprete para Deborah Rosa na Tafona.

Outros festivais: 3°lugar na Coruja da Canção, em 2012; 2 canções classificadas na Moenda da Canção: Pra Toda Terra Viver e Caiçara; No Pealo da Canção, em Tramandaí, classificou Pra Toda Terra Viver. No Carijo, participou com Se o Amor Visita a Pampa. Com a canção Roda Roda Moenda, participou do festival Escaramuça da Canção, em Triunfo. Em Pinhal, no Salinas da Canção, ganhou Melhor Tema Litorâneo com Alto do Morro Alto. Em parceria com Osvaldo Aguiar, é autor do Hino de Osório.   

Foto: Arquivo pessoal

Dentro deste universo, nativista e folclórico, que está sempre em transformação e movimento, Loreno Santos chegou até esta colunista através de um vídeo no Youtube onde interpreto Festa do Rosário, um verdadeiro "maçambique" de Osório no Enart - Encontro de Arte e Tradição. "Maçambique" ritmo litorâneo, de cunho religioso, que tive a oportunidade de aprender em minha vivência tradicionalista e, conduzida por Loreno, pude imergir durante uma semana.  

Um aprendizado lindo! Ouvir o som de uma verdadeira "maçacaia", a vibração do tambor de Maçambique", as "levadas" características. Poder conviver com pessoas/"lendas vivas", músicos respeitados e cheios de luz. 

Foto: Música da Tafona (Divulgação) 

Vida longa ao trabalho lindo de Loreno.

VIVA a generosidade em compartilhar seus conhecimentos e orientar muitos músicos/interpretes. 

VIVA a música litorânea! 

VIVA o Maçambique de Osório.

VIVA Loreno Santos.

Gratidão.


fale conosco

redação
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
atendimento@diariosm.com.br
ouvidoria@diariosm.com.br
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190