Enchentes já provocaram 48 mil pedidos de seguro: R$ 3,8 bilhões

Enchentes já provocaram 48 mil pedidos de seguro: R$ 3,8 bilhões

Foto: Rafael Menezes (Diário)

O volume de pedidos para pagamento de indenizações de seguros relacionados à enchente no Rio Grande do Sul mais que dobrou entre maio e junho. Dados do segundo levantamento elaborado pela Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg) junto às suas 150 associadas mostram que os pagamentos solicitados às seguradoras atingiram R$ 3,885 bilhões, valor R$ 2,2 bilhões a mais do que o divulgado em 24 de maio, quando os registros somaram R$ 1,673 bilhão.


+ Entre no canal do Diário no WhatsApp e confira as principais notícias do dia


Para o presidente da CNseg, Dyogo Oliveira, os números mostraram um crescimento frente aos dados divulgados em maio, mas que ainda não é o número final de indenizações a serem pagas.

 
– Esperávamos que houvesse um crescimento considerável nas indenizações e esse número deve continuar crescendo nas próximas semanas, inclusive porque as chuvas voltaram a cair no Estado.

 
Em coletiva de imprensa, realizada na quarta (19), questionado sobre um possível impacto negativo no setor, o presidente da CNseg destacou a capacidade financeira da empresa e ainda esclareceu que esses eventos climáticos, como o vivenciado no Estado gaúcho, têm um efeito duplo.

 
– Por um lado, podemos ter uma redução de contratos no Rio Grande do Sul em função do impacto direto nas pessoas e empresas do Estado. Mas, por outro lado, podemos ter um crescimento da procura em outras regiões em função do alerta que fica para a necessidade da contratação de seguros.


Em quantidade, as seguradoras associadas à CNseg registraram 48.870 pedidos de sinistros, alta de 108% em relação à divulgação anterior que foi de 23.441.

 
As solicitações realizadas pelo setor agrícola foram as que mais avançaram em relação ao primeiro levantamento. Com alta de 284%, até agora foram 2.215 pedidos de indenizações somando R$ 181,7 milhões.

 
Já em termos absolutos, Grandes Riscos aumentou em R$ 815,2 milhões de um mês para outro, alcançando pagamentos de R$ 1,32 bilhão, sendo até agora o que registrou o maior volume de indenizações. Já são 599 sinistros avisados.

 
Na sequência, aparecem os avisos relativos a automóvel com pouco mais de 19 mil pedidos, totalizando 

R$ 1,27 bilhão em pagamentos a serem feitos.


Seguros no Estado em maio e junho


Quantidade
Valores
Automóveis
19.067
R$ 1,277 bi
Residencial + Habitacional
22.673
R$ 524 milhões
Agrícola
2.215
R$ 181 milhões
Grandes riscos*
599
R$ 1,322 bi
Outros**
4.316
R$ 580 milhões
Total
48.870
R$ 3,885 bi


*Inclui empresas com patrimônios superiores a R$ 27 milhões ou receita anual acima de R$ 57 milhões.
**Inclui seguros empresariais, de transportes, risco de engenharia, vida, máquinas e riscos diversos.

Carregando matéria

Conteúdo exclusivo!

Somente assinantes podem visualizar este conteúdo

clique aqui para verificar os planos disponíveis

Já sou assinante

clique aqui para efetuar o login

R$ 23 milhões: esse será o custo para manter tarifa de ônibus em R$ 5 até dezembro Anterior

R$ 23 milhões: esse será o custo para manter tarifa de ônibus em R$ 5 até dezembro

Secretaria Estadual de Saúde abre 174 vagas de trabalho temporário Próximo

Secretaria Estadual de Saúde abre 174 vagas de trabalho temporário

Deni Zolin