michele dias

Dia do Vinho do Porto!

Colunista Michele Dias compartilha curiosidades sobre uma das bebidas mais famosas de Portugal

Foto: arquivo pessoal

Nesta semana, 27 de janeiro, foi comemorado o Dia Internacional do Vinho do Porto. A data foi instituída em 2012, pelo Center for Wine Origins, nos Estados Unidos, instituição da qual o Instituto dos vinhos do Douro e Porto faz parte. No Centro de Negócios, onde trabalho, teve degustação de vinhos após o almoço - trabalho difícil esse meu (risos). Curiosa pela história da bebida, compartilho aqui algumas questões interessantes sobre o mercado do vinho do Porto e como a bebida ganhou fama, inclusive no Brasil. 

O Vinho do Porto faz história e atrai apreciadores há 4 séculos. Foi a partir da metade do Século XVII que este vinho como conhecemos hoje começou a ganhar fama, primeiro pelos ingleses que consumiam a apreciavam muito Vinho do Porto e, pouco depois, com o Brasil que como colônia de Portugal recebia todo o excedente da produção. Os portugueses eram os que menos tomavam a bebida. Tudo era exportado. 

Foto: divulgação

Segundo conta a história, os comerciantes que moravam na cidade do Porto estimulavam o plantio de novas vinhas. Passado algum tempo, a demanda passou a ser maior que a oferta, o momento era de conflitos e guerras na Europa e, assim, a produção do vinho do porto ficou em segundo plano e viveu uma crise. 

Para recuperar o prestígio e o valor, o Marques de Pombal, Primeiro Ministro do Rei Dom José I, criou em 1756 a Companhia Geral das Vinhas do Alto Douro. A parti daí, quem quisesse exportar o vinho, tinha de comprá-lo da Companhia (estatal do Vinho). O vinho voltou a ser moeda forte e, inclusive, a companhia abriu filiais no Brasil: em Recife, Salvador e Rio de Janeiro. Por isso, os brasileiros conhecem e tem acesso ao vinho porto. Herança dos tempos do descobrimento. Com a companhia, o progresso voltou à região do Douro. 

Foto: arquivo pessoal/Com as colegas de trabalho a tomar um bocadinho de Vinho do Porto

O local é a primeira Região Demarcada de Vinhos do Mundo, com um Diploma Legal de 53 artigos na sua constituição, sendo que 19 diziam exclusivamente respeito ao mercado brasileiro. No início do século XX, segundo conta a história, havia nos registros da Alfândega do Porto mais de 700 empresas exportadoras de Vinho do Porto registradas. 

Atualmente, a Região Vinhateira do Douro ou Alto Douro Vinhateiro é Patrimônio da Humanidade, na categoria paisagem cultural. O título foi concedido pela UNESCO em 2001. A região é muito bonita. Já passamos pela estrada que circula os morros, tem muitas vinhas pelo caminho e ainda a vista para o vale onde corre o Rio Douro. A paisagem encanta. Nas margens da estrada tem muitos hotéis e vinícolas que podem ser visitadas. Ainda não fui a esses locais, mas está nos planos fazer uma degustação de vinhos. 

Conta-se também que o Vinho do Porto era muito consumido como remédio - falava-se do componente fármaco da bebida. Passava de geração em geração que tomar uma pequena dose diária prevenia todos os males! E olha que a tradição segue. Ontem, no momento da degustação dos vinhos, uma colega disse-me "estás com tosse? Ou dor de garganta? Tomas um bocadinho de Vinho do Porto que faz bem"! Bom, se tem fins terapêuticos, claro que bebi um copinho (risos). E se você ficou com vontade de tomar uma dose ou de provar pela primeira vez a bebida, li que ela pode ser consumida em dois momentos: como aperitivo para abrir o apetite (vários estilos vão bem com queijos), ou então como digestivo, após as refeições! Apesar de eu já ter experimentado algumas vezes o Vinho do Porto, depois da degustação de ontem e das curiosidades que li, juntando vinho e história, o sabor ficou ainda melhor!


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190