entre mares e montes

A mesa portuguesa em tempos de Natal

Colunista traz receita para as ceias de final de ano



Costuma-se dizer que Portugal é a Terra do Bacalhau e a brincadeira é mesmo válida. Aqui, se come muito esse pescado. Todos os mercados vendem o peixe, todos os restaurantes têm bacalhau no menu e existem inúmeras receitas para prepará-lo.

O prato é tão tradicional que é a estrela da ceia de Natal portuguesa. Sim, aqui, serve-se bacalhau em 24 de dezembro. Normalmente, a preparação preferida é cozido e acompanhado de couve e outros legumes. A sobremesa natalina também é curiosa. Aliás, um buffet de sobremesa. Em Portugal, costuma-se servir sonhos (bolos fritos recheados de creme, como os que têm no Brasil), rabanadas e, ainda, o tradicional Bolo-Rei, recheado com frutas cristalizadas, frutos secos, coberto com amêndoas e decorado nas cores do Natal. 

O Bolo-Rei é tão tradicional e famoso no Natal, que a Associação Comercial de Braga distribui o doce para a população, sempre nos dias que antecedem a chegada do Pai Natal (o nosso Papai Noel). Várias pastelarias (confeitarias) fazem o seu bolo. Juntos, eles preenchem uma grande mesa montada na rua, no centro da cidade. Quem passa pelo local, experimenta a delícia acompanhada de um Favaíto, vinho moscatel doce, que é oferecido por uma Adega local. Para este ano, o Bolo-Rei gigante está marcado para o dia 21 de Dezembro, às 17h.

O doce é gostoso. Já do bacalhau, eu gosto apenas em algumas preparações. Aprecio os bolinhos fritos e aprovei a receita de bacalhau a natas, que já comi em alguns restaurantes portugueses. Não fiz em casa, mas tenho a receita e compartilho aqui, caso alguém queira se aventurar pela gastronomia portuguesa. 


Já que estamos falando sobre as delícias portuguesas servidas no Natal, escolhi a receita de bacalhau que mais me agrada: bacalhau a natas. Um clássico por aqui. Confesso que nunca fiz em casa, mas já comi em restaurantes. Quem quiser se aventurar na cozinha, anota aí os ingredientes e o modo de fazer:

Ingredientes

  • 500 g batata
  • azeite
  • 400 g bacalhau
  • 40 g manteiga
  • 40 g farinha
  • 250 ml leite integral
  • 250 ml natas (ou creme de leite)
  • 1 colher (sopa) sal
  • 1 colher (sopa) noz-moscada
  • pimenta
  • gotas de limão
  • 3 dentes de alho picado
  • 2 cebolas
  • 100 g queijo mozzarella ralado

Modo de preparo

  • Pré-aqueça o forno a 220°C.
  • Corte as batatas em cubos e frite-as em azeite
  • Coloque o bacalhau numa panela e cubra-o com água. Deixe cozinhar em fogo alto, quando levantar fervura baixe o fogo e cozinhe por mais 5 minutos
  • Retire o bacalhau da água (reserve 200 ml da água), tire a pele, a espinha e desfie
  • Leve ao fogo a manteiga até derreter, junte a farinha e mexa bem. Aos poucos, junte a água que cozeu o bacalhau, o leite e as natas. Quando começar a ferver, tempere com sal, pimenta, noz-moscada e umas gotas de limão. Reserve
  • Em outra panela, coloque 100 ml de azeite e deixe refogar as cebolas e os alhos. Adicione o bacalhau e deixe refogar um pouco
  • Junte as batatas e envolva bem. Depois, acrescente 2/3 do molho, mexa bem retire do fogo e reserve
  • Unte uma forma e espalhe bem o preparado de bacalhau. Coloque o restante molho e polvilhe com o queijo ralado
  • Leve o bacalhau com natas ao forno a gratinar entre 15 e 20 minutos


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190