Deni Zolin

Um documentário obrigatório para ser visto por quem usa redes sociais

Filme 'O Dilema das Redes' revela as estratégias para viciar as pessoas no uso do celular e do computador com um só objetivo: aumentar os lucros das corporações

18.306

Se você usa redes sociais ou internet (quase a grande maioria), foi lançado um filme obrigatório para você assistir e entender em que mundo estamos vivendo.

O excelente documentário da Netflix, chamado O Dilema das Redes (The Social Dillema), traz depoimentos de ex-diretores de Facebook, Instagram, YouTube, Google, WhatsApp e outras redes, em que eles contam como tudo foi criado para viciar as pessoas a usar cada vez mais as redes sociais. A lógica é simples: quanto maior o consumo da gente, mais eles ganham. Botão de curtidas, emojis, alertas de mensagens, tudo isso foi criado para facilitar nossa comunicação, mas também para aumentar a nossa interação com as redes. Se você não quiser saber mais detalhes para não tirar a graça do filme, pare a leitura por aqui e assista lá.

O filme mostra ainda como eles nos manipulam e propagam fake news como as de Terra Plana, movimento Antivacina e de extremas direita e esquerda só para a gente consumir mais. Uma notícia falsa é muito mais atraente e causa maior interesse em leitura. Então, Facebook, YouTube e outras redes indicam essas fake news para que as pessoas assistam. Em muitos casos, até recebem dinheiro para impulsionar essas notícias falsas a mais gente. E, sem que ninguém perceba, aquelas ideias malucas de Terra plana, que vacinas fazem mal ou que os inimigos políticos devem ser exterminados acabam ganhando proporções inimagináveis entre parcela cada vez maior da população.

Os setores do varejo que tiveram alta das vendas em agosto em Santa Maria

Resultado: ficamos numa bolha, em que só consumimos o que a gente "gosta", e acabamos brigando com amigos e parentes por causa de política ou por assuntos banais, como se a Terra é plana ou redonda. Por isso, nas redes sociais, é fundamental seguir também quem pensa diferente da gente.

Outro aspecto alarmante do documentário é quando um psiquiatra fala do aumento da taxa de suicídios entre jovens a partir de 2011 (até 150% mais), quando as redes sociais bombaram. Ele dá dicas relevantes, como não permitir que jovens tenham redes sociais antes dos 16 anos (ou pelo menos enquanto estão no Ensino Fundamental), controlar o tempo de uso de celular por dia e proibir uso de eletrônicos no quarto de dormir - e pelo menos 30 minutos antes de ir para a cama.

Em resumo: é um documentário essencial para qualquer cidadão que vive nesse mundo globalizado e digital.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190