mudança gradual

Proposta é que 70% das vagas da UFSM fiquem para vestibular e Peies

Pró-reitor detalhou mudanças que serão apresentadas ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão

18.306

A proposta de retorno do vestibular e do Peies, com provas seriadas, que foi confirmada pelo novo reitor da UFSM, Luciano Schuch, acabou sendo detalhada nesta quinta-feira pelo pró-reitor de Graduação, Jerônimo Tybusch. Segundo ele, ainda não está definido se o nome será Peies ou processo seletivo seriado, mas a proposta que está sendo discutida na universidade prevê a destinação gradual das vagas dos cursos para o vestibular e o Peies. Há oito anos, 100% dos estudantes entram via nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação.

Hospitalizações clínicas por Covid aumentam quatro vezes em Santa Maria

Se o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) da UFSM aprovar o retorno das seleções próprias feitas pela universidade, a tendência é que haja uma destinação gradual das vagas para o vestibular e o Peies para os jovens que ingressarão a partir do 1º semestre de 2023. Na prática, existe a possibilidade de o primeiro vestibular voltar a ocorrer em dezembro deste ano ou janeiro do ano que vem. Tybusch diz que há tempo hábil para isso.

- É perfeitamente possível que se abra um edital em outubro ou novembro deste ano, se aplique as provas em dezembro de 2022 ou mais tardar em janeiro de 2023, para ingresso no 1º semestre de 2023. E aí trabalhando uma parte, por exemplo, 70% para o Sisu e 30% das vagas para o processo vestibular neste primeiro ano, mas já permitindo que se faça também a prova do 1º ano (do Peies ou seleção seriada) - afirmou o pró-reitor.

Ele detalhou que o aumento das vagas para as seleções próprias da UFSM deve ser gradual:

- Aí, no outro ano, a porcentagem aumentaria, ficaria 50% das vagas para o vestibular e 50% para o Sisu para ingresso em 2024. Para ingresso em 2025, 70% das vagas ficariam para processos seletivos próprios da UFSM, porque daí já teria a terceira prova do seriado, e 30% apenas para o Sisu. Desses 70%, ficariam 30% para o vestibular e 40% do total para o seriado, dando um enfoque ao seriado. Então, esse aluno lá no final, escolhe se ele quer realizar a terceira prova (se ele foi bem nos primeiros dois anos do Ensino Médio) ou ele quer realizar o vestibular. Nós chegaríamos numa porcentagem mudando gradativamente, ficando numa porcentagem muito similar ou igual ao vestibular da UFRGS, que é de 70% para vestibular e 30% para Sisu.

DUAS CHANCES

Segundo o pró-reitor de Graduação, a proposta que deve ser levada ao Cepe prevê que os candidatos possam concorrer pelas duas formas de ingresso.

- Todos esses alunos vão ter duas chances, porque vão poder tentar via Enem/Sisu e tentar também ou via seriado ou via vestibular - disse.

Segundo ele, pelas conversas já realizadas, existe uma boa aceitação dentro da universidade para a volta do vestibular e o Peies.

- As chances são boas de retorno - diz, destacando que as provas seriam nas cidades da região, como ocorria na época do Peies.

Também em entrevista ontem à Rádio CDN, a vice-reitora Martha Adaime destacou que a volta do Peies é muito importante para a aproximação da universidade com as escolas da região, com docentes da UFSM auxiliando professores dos colégios a qualificar o ensino básico.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 

© 2021 NewCo SM - Empresa Jornalistica LTDA


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7188
(55) 3213-7190