Deni Zolin

Atraso de verbas faz obra de duplicação da Travessia Urbana ficar bem lenta

Serviços não chegaram a parar, mas ritmo diminuiu bastante. Expectativa agora é pela aprovação do Orçamento da União, para destravar recursos

18.306


Foto: Pedro Piegas (Diário)/No trevo da Uglione, poucos funcionários trabalham na estrutura de ferro para o viaduto da rótula, que ficará sobre a trincheira

A obra da duplicação da Travessia Urbana de Santa Maria, que completou 7 anos em 16 de dezembro passado, começou o ano de 2021 em ritmo lento. Num primeiro momento, em janeiro, a justificativa da paralisação dos serviços era de férias coletivas, o que ocorreu enquanto as construtoras aguardavam a liberação de verbas. Em fevereiro, operários realmente voltaram a trabalhar. Porém, como há cerca de 15 dias só foram pagos os valores atrasados dos serviços realizados em novembro e dezembro, as empresas pisaram no freio e reduziram o ritmo das obras.

Entenda o que muda com as novas regras para supermercados

Segundo a coluna apurou, o entrave atual é a falta de aprovação do Orçamento da União de 2021, aliado a uma decisão do governo Bolsonaro de não liberar as verbas do chamado duodécimo. Ou seja, mesmo antes da aprovação da lei orçamentária, em anos anteriores a União repassava o valor destinado a cada obra, mas equivalente ao mês corrente, pagando em janeiro 1/12 (um doze avos) do valor total previsto para aquela obra no ano.

Resultado: como não saiu a liberação dos recursos, por meio dos chamados empenhos, as construtoras da Travessia Urbana só têm para gastar e receber em 2021 as sobras de verbas de 2020 que não tinham sido consumidas. Como a quantia é insignificante, o consórcio responsável pelo lote 1 mantém poucos operários trabalhando nas ferragens dos viadutos e da trincheira do Trevo da Uglione, enquanto no lote 2, trabalhadores asfaltaram trechos entre a ponte do Cadena e a passagem inferior da Rua Capitão Vasco da Cunha.

Porém, agora em março, a tendência é de ritmo ainda mais lento, pois a estimativa é que o Congresso só aprove o Orçamento de 2021 no final do mês E as liberações de verbas (empenhos) devem ficar para abril. As construtoras só devem manter algum serviço para que as obras não parem de vez.

Leia outras notícias do colunista Deni Zolin

No Orçamento de 2021, há previsão de R$ 36,8 milhões para a Travessia Urbana, além de R$ 5 milhões em emendas da bancada gaúcha. Se isso for aprovado, ainda devem faltar cerca de R$ 10 milhões para chegar aos 100% das obras.

Com esses atrasos, talvez a conclusão total acabe ficando para 2022. Mas não há nada oficial quanto a isso. É só uma estimativa extraoficial.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190