colunistas do impresso

Seis meses de vacinação em Santa Maria: evoluir para avançar

Após seis meses, mais de 218 mil doses já foram aplicadas (para ser mais exato, 218.320 doses)

A soma de esforços para multiplicar resultados é lema do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Rio Grande do Sul (Cosems-RS), do qual faço parte como 2º vice-presidente da instituição. Mas essa máxima também se aplica a Santa Maria no que se refere à vacinação contra a Covid-19. Na última segunda-feira, dia 19 de julho, completamos seis meses de ações de imunização e consequências positivas que começam a ser notadas pela população.

Durante esse período, realizamos importantes iniciativas. O trabalho conjunto com instituições de Ensino Superior, que garante um intercâmbio educacional com os profissionais da saúde, tem sido um dos principais amparos neste período. O incremento da tecnologia no registro de cadastros e no agendamento da vacinação para integrantes de grupos prioritários confirma mais agilidade e mais transparência em todas as iniciativas. E tudo passa pela valorização do trabalho dos servidores e dos voluntários que tanto contribuem nesse processo.

Também enfrentamos os percalços que se apresentaram. Com as remessas de doses escassas nos primeiros meses, as ações eram montadas e divulgadas em poucos dias. Além disso, passamos por mudanças nos locais de vacinação,mas sempre com o objetivo de dar acesso mais qualificado para a população e para os trabalhadores da saúde. E, por isso, agradecemos pela paciência de todos nesses seis meses de ações. E mediante a constatação de que de evoluímos a cada dia.

Isso tudo é evolução, que passa pelo grande aprendizado sentido por todos desde o começo da pandemia. Após seis meses, mais de 218 mil doses já foram aplicadas (para ser mais exato, 218.320 doses, cálculo que inclui primeiras, segundas e doses únicas conforme dados de sexta-feira do Vacinômetro em Santa Maria), e nossos desafios são, sim, ainda maiores. Já passamos por toda a relação de grupos prioritários prevista pelo Ministério da Saúde e, assim, vamos avançando na vacinação conforme a faixa etária. O objetivo segue sendo a imunização completa dos santa-marienses aptos a receber a vacina.

Porém, se por um lado, a imunização tem resultado em queda no número de internações e de óbitos, por outro, há de se ter me mente que o vírus ainda circula. A população, que tanto cobrou e segue cobrando do Poder Público - e assim deve seguir fazendo -, não deve baixar a guarda neste momento. Pelo contrário. A procura pela segunda dose para completar o quadro vacinal tem de ocorrer. A máscara tem de ser usada de forma correta. As aglomerações precisam ser evitadas. E a higienização das mãos tem que ser feita sistematicamente. É com a soma e a persistência desses cuidados que vamos ter a competência de passar, juntos, por mais esta fase. E, logo ali adiante, deixar a pandemia, enfim, para trás.

Texto: Guilherme Ribas
Secretário de Saúde de Santa Maria


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190