contatos Assine
colunista do impresso

Santa Maria precisa superar o seu 'complexo de vira-latas'

10 Junho 2019 12:11:00

Porém, dizer que tudo é ruim e nada funciona, como muitos dos leitores já ouviram e até falaram, é um exagero

Em pleno 2019, a exemplo do Brasil, ouso afirmar que Santa Maria ainda sofre de um "complexo de vira-latas", expressão criada pelo escritor Nelson Rodrigues. De acordo com o professor Luís Augusto Fischer, da UFRGS, o texto de Rodrigues foi publicado na revista Manchete Esportiva, a 31 de maio de 1958, e republicado no livro "À sombra das chuteiras imortais - crônicas de futebol", organizado pelo jornalista Ruy Castro para a Cia. das Letras, em 1993. Foi a última crônica escrita por Rodrigues antes da estreia do Brasil na Copa de 1958, na qual a seleção brasileira de futebol conquistou o primeiro dos cinco títulos mundiais. O sentimento de inferioridade, pequenez, diminuição, etc, ilustra, com mais exatidão, a frase criada por Rodrigues. Em 1958, o cronista destacava o pessimismo dos brasileiros em relação ao seu selecionado, que havia perdido o título da Copa de 1950 para o Uruguai em pleno Maracanã.

Santa Maria é uma cidade de destaque nos cenários nacional e estadual. Tem seus problemas, sim, como os municípios do seu porte. Porém, dizer que tudo é ruim e nada funciona, como muitos dos leitores já ouviram e até falaram, é um exagero. Não quero ser ufanista, mas Santa Maria é um bom lugar para se viver. Evidente, que a cidade precisa, efetivamente, ser melhor cuidada pelo poder público e os próprios habitantes. As escolas, em todos os níveis, oferecem uma boa educação. O ensino técnico e superior também tem qualidade e atrai milhares de jovens de todo o país. O comércio tem seus atrativos e a indústria avança, mesmo que no ritmo ainda aquém do desejado. No ramo da prestação de serviços, a economia deslancha com vigor. Na parte da saúde, temos profissionais qualificados, mas necessitamos melhorar a rede pública de atendimento em unidades e hospitais. Na segurança, os índices são aceitáveis, mas o combate ao crime e a vigilância devem ser mantidos e até ampliados. As unidades militares são referência no país e colocam o município como polo respeitável. Os recursos humanos que saem dos bancos universitários e de outros segmentos de preparação são competentes e estão espalhados pelo mundo, com o selo de Santa Maria.

Repito: não acho que tudo é uma maravilha na cidade, mas não posso ser injusto com aquilo que é oferecido aos moradores, ainda mais na atual conjuntura econômica desfavorável e no início da gestão de um governo federal que ainda não se ajustou.

Entretanto, nossas lideranças políticas, empresariais, educacionais, classistas, entre outras, têm a missão de serem protagonistas na superação do "complexo de vira-latas" que, por vezes, impera como pensamento em muitos ambientes de Santa Maria. O debate sobre as qualidades e, principalmente, os problemas é salutar e fundamental para o desenvolvimento da cidade.

Em 2020, vamos ter eleição municipal, e os votantes de Santa Maria devem avaliar com responsabilidade e senso racional os que vão colocar os seus nomes para o Executivo e o Legislativo. A cidade não comporta candidaturas e projetos aventureiros, de cunho pessoal, para administrá-la na prefeitura e na Câmara de Vereadores.

No trecho final de "Complexo de vira-latas", Nelson Rodrigues escreveu: "Eu vos digo: - o problema do escrete não é mais de futebol, nem de técnica, nem de tática. Absolutamente. É um problema de fé em si mesmo. O brasileiro precisa se convencer de que não é um vira-latas e que tem futebol para dar e vender, lá na Suécia. Uma vez que se convença disso, ponham-no para correr em campo e ele precisará de dez para segurar, como o chinês da anedota. Insisto: - para o escrete, ser ou não ser vira-latas, eis a questão." Eu acrescento: Santa Maria e os santa-marienses devem fazer o mesmo.


fale conosco

redação
leitor@diariosm.com.br
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
atendimento@diariosm.com.br
ouvidoria@diariosm.com.br
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190