100 dias de governo

Novas pastas, mas ainda sem nomes

Em live transmitida pelo Facebook, prefeito Jorge Pozzobom fez um balanço do primeiro trimestre e apresentou a reforma administrativa

Natália Müller Poll

A segunda-feira foi dia de prestação de contas do Executivo municipal para os santa-marienses sobre os primeiros 100 dias deste segundo mandato de governo. Em transmissão via Facebook, o prefeito Jorge Pozzobom (PSDB) apresentou os enfrentamentos e os avanços frente à pandemia, assim como os planos para o futuro do município, incluindo as secretarias que completarão o time do Executivo a partir deste ano.

Leia mais colunas de política

Mesmo em tom de preocupação, o chefe do Executivo tratou o balanço deste primeiro trimestre como positivo:
- A alta dos casos positivos e óbitos superaram os outros picos (foram 271 mortes em 100 dias), o pior período já registrado. A pandemia atrapalhou, mas não nos parou. Agilizamos 13 leitos de UTI, ampliamos os pontos de testagem e unimos esforços na logística de vacinação.

À coluna, o tucano contou que se envolve diretamente na organização desta logística, que, segundo ele, deu agilidade ao processo de imunização. Para além dos números, Pozzobom disse que se orgulha da postura do santa-mariense, que se voluntariou nas campanhas de imunização e comemora a dedicação dos profissionais de saúde envolvidos. Para ele, a prática da empatia é "o bom legado" da pandemia.

MENINA DOS OLHOS
Outro braço importante da prestação de contas deste primeiro trimestre da administração municipal são as obras de infraestrutura, que, juntas, somam quase R$ 50 milhões atualmente. O prefeito elenca três empreitadas que, a longo prazo, mostrarão a relevância de terem sido priorizadas. São elas: a construção das creches dos bairros Nova Santa Marta e Camobi e das unidades básicas de saúde Estação dos Ventos e Alto da Boa Vista. Não é à toa que Pozzobom catalogou essas obras como "as queridinhas" dele. Isso porque o prefeito enxerga nelas um simbolismo de mudança de realidade nessas comunidades.

REFORMA
A transparência, que vem sendo a tônica do governo Pozzobom em relação ao enfrentamento da pandemia, esbarra na reforma administrativa, que segue parcialmente no escuro. O jogo ainda não tem os nomes das peças dessa "nova cara" prometida ao mandato. Mas, ao menos, algumas mudanças na nova fase do governo já estão definidas. Em um dos chamados "eixos" da apresentação de ontem em transmissão ao vivo, Rodrigo Decimo (PSL) falou nas chamadas perspectivas que irão nortear as novas secretarias: Licenciamento; Meio Ambiente; Inovação e Tecnologias da Informação; Desenvolvimento Econômico e Turismo; Elaboração de Projetos e Captação de Recursos; Infraestrutura e Recursos Humanos. À frente da reforma administrativa, Decimo diz que o objetivo das mudanças é buscar resultados com "eficiência, eficácia e efetividade".

Braço direito do prefeito há dez anos, Guilherme Cortez apresentou as quatro perspectivas a que estarão inseridas as secretarias, são elas: desenvolvimento gerencial, desenvolvimento econômico sustentável, desenvolvimento urbano e desenvolvimento humano.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190