opinião marcelo martins

Na queda de braço entre lojistas e prefeitura, o saldo foi de constrangimento e de derrota

Colunista falou com integrantes do governo que comentaram o recuo do projeto do Re. Viva Bozano

Foto: Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)


Foto: Gabriel Haesbaert (Diário)

A decisão do prefeito de voltar atrás no projeto de revitalização da Bozano, ainda que experimental, causou mal-estar entre os integrantes mais próximos do governo. A coluna falou com, ao menos, três secretários que avaliaram que o prefeito não deveria ter cedido à pressão dos lojistas da 2ª quadra. Todos os secretários pediram para não serem identificados e entendem que Pozzobom não quis se indispor com o empresariado:

- É óbvio que a formatação e a estética eram falhos e feios. Algo normal e aceitável de crítica. Eu, por exemplo, não tenho nada a ver com esse projeto. Mas percebi o esforço de várias secretarias para que desse certo. Além do que tudo estava sendo feito levando em conta o plano de mobilidade urbana, que é de 2015, e que aponta o que todos sabem: o pedestre é prioridade. Era do prefeito ter conversado mais e não cedido. Com um pouco mais de tempo para executar o projeto, acho que os demais colegas teriam tido o êxito necessário. Infelizmente, na tentativa de ter esse jogo de cintura, o prefeito errou a mão.

Leia mais colunas de Marcelo Martins

Outro secretário, que é próximo do prefeito, avalia também que o lobby do empresariado foi maior:

- A questão que sempre foi colocada de queda das vendas é fácil de ser derrubada e extremamente fraca sob o ponto de vista técnico. Não procede. É o choro pelo choro. Santa Maria, infelizmente, retrocede e desdenha o plano de mobilidade urbana. É uma pena.

Mesmo assim, a prefeitura diz que seguirá com plano de revitalização do centro da cidade que contemplará o Calçadão, a Praça Saldanha Marinho e a Avenida Rio Branco. Um terceiro integrante da administração minimizou a derrota. Mas, para ele, ainda se pode avançar:

- É dele (Pozzobom) trazer todos para perto. Acho que isso é válido e importante. Ele é agregador e tal. Só que, nessa questão, ele tinha de ter saído pelo governo. Mas, enfim, ele não quis se atritar com eles (empresariado). Porém, não sei se essa é a leitura que a população de uma forma geral faz. Acho que, ao fim, o Pozzobom sai ganhando. Porque a discussão ficou entre "gostei e odiei".


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190