coluna marcelo martins

Estado garante R$ 7,2 milhões para Hospital Regional de Santa Maria

Valor contemplará funcionamento dos dois ambulatórios

18.386

Foto: Renan Mattos (Diário)
Ambulatório de cardiologia deu início aos atendimentos no mês passado

O Hospital Regional de Santa Maria terá a garantia, por mais um ano, de um aporte de R$ 7,2 milhões para suas atividades. O valor consta em publicação no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira. Com isso, o termo aditivo - firmado entre o governo do Estado (por meio da Secretaria de Saúde) e a Fundação Universitária de Cardiologia (que faz a gestão do Regional) - terá validade de 3 de setembro deste ano até 3 de setembro de 2020. A verba, de acordo com a publicação, possibilitará a "execução de serviços de assistência médico-hospitalar". Ou seja, o funcionamento dos dois ambulatórios: o que atende pacientes hipertensos/diabéticos, e, o mais recente deles, que é o de cardiologia (aberto desde a metade do mês passado). 

Leia mais colunas de Marcelo Martins

Desde agosto, a nova unidade opera com três cardiologistas no setor para ter capacidade de realizar 320 consultas e 1,2 mil exames ao mês. Sendo que, no mês passado, foram prestadas 112 consultas cardiológicas. Agora, para dar enfrentamento às mais de 300 consultas, o ambulatório funcionará de segunda a quinta-feira durante todo o mês de setembro. Conforme pactuado entre as partes (Estado e fundação), cabe à 4ª Coordenadoria Regional de Saúde definir a regulação e os fluxos quanto à marcação das consultas.

Ainda quando esteve em Santa Maria, em julho, a secretária de Saúde do Estado, Arita Bergmann, afirmou que há uma fila de 1,8 mil pacientes da região que aguardam por atendimento especializado na área cardiológica.

Também em julho, na cidade, Arita afirmou que o novo serviço (o ambulatório de cardiologia) seria incluído por meio de um aditivo de contrato, dentro do que já estava pactuado no convênio de R$ 17,3 milhões com a Fundação Universitária de Cardiologia.

Por mais de um ano, o Regional - que teve um custo de R$ 70 milhões - funcionou com apenas um ambulatório que presta atendimento somente a pacientes diabéticos ou hipertensos. Agora, desde o mês passado, o segundo ambulatório, que funciona junto ao primeiro, passa a ofertar atendimento a pacientes cardiológicos.

Porém, segue sem qualquer previsão a abertura de leitos do Regional, o que geraria um alívio, por exemplo, ao Hospital Universitário de Santa Maria (Husm), que segue sendo a única referência 100% SUS e porta aberta para pacientes de mais de 40 municípios das regiões Central e Fronteira-Oeste.



fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190