cultura

Um momento para se reinventar

Colunista Lúcio Pozzobon fala sobre o período de isolamento social


Foto: Divulgação

Atualmente, vivemos em um momento que não imaginávamos, com limitações e recriando hábitos, um tanto quanto comuns para muitos, mas que mesmo assim precisaram ser reforçados. Obviamente não é algo que vai passar rápido, já entendemos isso. Depois de tudo, ainda teremos novos e antigos medos nos rondando.

Em um momento de muitas informações e pensamentos diversos, além de acreditarmos na ciência, precisamos também repensar nosso próprio eu. Entender como ele está, no que ele precisa melhorar e ainda o que queremos buscar de novo. Afinal, toda nova experiência traz novas visões para nosso mundo particular.

Nesse período de isolamento social, tive oportunidade de reviver espaços da casa, que teoricamente não tinha tempo para eles. Além disso aproveitar mais a companhia das pessoas e a minha própria. Em um desses momentos comecei a assistir a comédia '100 Coisas' (disponível na HBO e HBO Go), sem entender muito bem o que esperar da história.

Logo de início, passamos uma apresentação com diferentes gerações, suas diferenças culturais, históricas e principalmente como essas vivências mudaram ao longo do tempo e influenciaram a criação das seguintes. Na narrativa conhecemos os dois amigos de infância e sócios, Paul e Toni, que vivem vidas confortáveis, com uma incrível liberdade para criar, comprar e ser o que quiserem. Porém percebem a vida mudar após uma briga, que os leva a uma aposta que envolve 100 dias.

Foto: Divulgação

Durante esse período, cada dia representaria um objeto que eles poderiam resgatar, já que seus apartamentos foram totalmente limpos e todos seus pertences levados a um depósito. A história apresenta a dificuldade e apego que os personagens têm com seus pertences, roupas e até a tecnologia. Eles precisam entender o que é necessário para cada dia, mudar algumas estratégias, revisitar o passado e, principalmente, se reinventar.

Mesmo com inúmeros momentos divertidos, certamente esse filme permanece na minha mente nos últimos dias. Em meio a inúmeras situações, é impossível não relacionar o momento que os personagens vivem e as decisões finais que todos tomam. Ainda mais quando o recomeço é a melhor opção.

O que certamente vou tirar desse período de reclusão é a ideia de como posso recomeçar e me reinventar, trazendo coisas novas ou do passado, para um futuro que ainda não é tão claro, mas já sabemos que não será igual. Porém, tenho a certeza, que não demorará para enxergarmos uma grande luz para tudo isso. Mas no momento, se puder, fique em casa.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190