cultura

Respondendo cartas de J.D. Salinger em 'Meu Ano em Nova York'

Colunista Lucio Pozzobon fala sobre filme baseado no livro 'My Salinger Year'


Foto: Divulgação

Baseado na história real de Joanna Rakoff (que foi apresentada no livro 'My Salinger Year', sem editora no Brasil), o filme 'Meu Ano em Nova York'* é um ótimo filme disponível na Netflix, principalmente para os que sonham em trabalhar com literatura, seja na parte burocrática ou como autor.

Após sua formatura, Joanna (Margaret Qualley) decide ficar em Nova York, seguir com seu sonho de ser uma autora e quem sabe um dia trabalhar com poesia, que era seu gênero literário favorito até o momento. Em meio a busca de uma forma para pagar as contas, ela encontra uma vaga como secretaria em uma agência literária.

Apesar de saber que o espaço traria contato com grandes autores, afinal sua chefe Margaret (Sigourney Weaver) era muito requisitada entre as editoras, ela foi surpreendida com o nome de J.D. Salinger (Tim Post), autor internacionalmente conhecido pelo livro 'O apanhador no campo de centeio'. Mesmo com toda a fama, seus anos de reclusão e falta de contato pessoal com os leitores, Joanna não esperava ficar tão próxima do autor.

Além de atender as chamadas da chefe, Joanna era responsável por responder todas as cartas que os fãs enviam a J.D. Salinger. Isso a incomodava, principalmente ao ver que algumas cartas traziam temáticas mais pesadas, ainda mais quando relacionavam a vida dessas pessoas com os personagens do autor.

Foto: divulgação

Um ponto curioso de Joanna é, que mesmo ela sabendo de toda a fama de Salinger, ela nunca tinha dado a atenção necessária para a obra do autor. Esse contato direto com suas histórias, as poucas ligações que teve com ele por telefone (que muitas vezes serviam como incentivo para que ela continuasse investindo na carreira de escritora), fez com que ela buscasse os livros, para entender tudo o que estava por trás daquelas personagens e suas histórias tão adoradas.

Apesar do filme não ter J.D. Salinger como protagonista e sua face ser apresentada somente em fotos, ele torna-se parte importante da narrativa de todo o espaço. Seja a dificuldade de Margaret aceitar os avanços tecnológicos na agência literária ou até mesmo as tentativas de Joanna ajudar as pessoas que escreviam as cartas para o autor. Sua forma de comunicar era muito presente para as pessoas da agência literária, afinal, de alguma forma todos o conheciam.

Foto: divulgação

'Meu Ano em Nova York' é um filme sobre crescimento profissional, amores e muita literatura. Certamente é um filme que você não irá se arrepender de assistir! Ah e se você é do time dos fofoqueiros, a dica é ir no Instagram da Joanna da vida real para ver como sua vida seguiu, inclusive descobrir mais sobre seu amor do passado, que aparece no filme.

Já fico na torcida para alguma editora lançar o livro da Joanna Rakoff aqui no Brasil! Fiquei curioso com esse tempo na agência literária e quero ainda mais detalhes. E além disso, vou fazer como Joanna e me aprofundar nas histórias de J.D. Salinger, que ainda conheço muito pouco.

*Nas plataformas de aluguel e venda, o filme está nomeado como 'Um Ano em Nova York'


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 

© 2021 NewCo SM - Empresa Jornalistica LTDA


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7188
(55) 3213-7190