viagem

Sacrifício, escolhas, São Tiago e setas amarelas

Colunista José Renato fala sobre Santiago da Compostela


"Existem lugares incríveis, até em dias sombrios. E que se não existir, você pode ser aquele lugar incrível, com infinitas capacidades!". (David Finch)

Caro leitor, você já abriu mão de algo em nome de um sonho? Já sacrificou metas de vida por novos objetivos profissionais? Passou por dilemas torturantes? Optou pelo caminho íngreme, difícil e inseguro? Já atravessou sozinho "vales, montes e desertos"? 

Sacrificar significa, literalmente, "perder ou abrir mão de algo por um propósito, causa ou ideal". "É uma lei universal, que afeta não só todas as religiões, mas também o funcionamento do mundo secular". 

O Sacrifício é um ponto essencial da fé cristã. Está presente em diversos livros do Antigo e do Novo Testamento. 

"O povo de Israel fazia sacrifícios antes de ir para a batalha para obter a segurança de que a graça de Deus estaria sobre eles". 

Jesus Cristo teve um momento de escolha dilacerante. Consciente de que seria traído, pego e morto foi aos jardins de Getsemani. Lá decidia se fugia e abandonava sua profissão de fé ou morria e se tornaria imortal. Decidiu pelo sofrimento e pela imortalidade. Os seus apóstolos difundiriam suas ideias de paz e amor para o "mundo". 

O apóstolo Tiago (São Tiago) 

Após a morte de Cristo, o apóstolo Tiago pregou a palavra de Cristo na Hispânia. Em seu retorno à Judeia, foi martirizado e seu corpo levado de volta à Ibéria e ali secretamente sepultado. A descoberta de seu túmulo teria se dado no século IX, por um ermitão guiado por uma estrela (daí o nome Compostela), dando início às romarias, com fiéis vindos de toda a Europa cristã, da Escandinávia à Bretanha. 

"Mais do que simplesmente turismo por ser uma das regiões mais belas da Europa, os caminhos que levam a Santiago de Compostela são uma demonstração de fé e força interior". 

No passado, Santiago de Compostela competiu com Roma pelo posto de principal polo de peregrinações na Europa. Hoje, se não atrai mais multidões, segue popular, com pessoas percorrendo os caminhos de bicicleta, a cavalo, de moto e mesmo de carro - seja por motivos religiosos, turísticos ou busca de um desafio pessoal. Não há só um caminho até Santiago de Compostela. 

MINHAS IMPRESSÕES
A natureza verde, deslumbrante, jovens caminhando, o galego (o idioma latino mais próximo do português) além de gostosos pescados faz da viagem a Santiago de Compostela um lugar para visitar antes de morrer. A epifania, a suntuosidade (muito ouro) e toda a mística acerca da lendária descoberta dos despojos do apóstolo são ingredientes de uma viagem inesquecível. 

Os caminhos para Santiago de Compostela 
"O mais famoso é o francês, mas outros muito percorridos são o Caminho Português (que vem de Braga e Porto), o Caminho Sudeste-de la Plata (que passa por Ourense), o Caminho de Fisterra-Muxía e o Caminho Inglês (vindo do porto de La Coruña). Todos têm suas dificuldades e, em comum, seu final em Santiago de Compostela. É inclusive muito comum ver alguns peregrinos percorrerem a rota clássica do norte e depois fazerem um círculo mesclando as sendas do norte e de Fisterra". Siga as setas amarelas. 

Siga as setas amarelas? 
"As setas amarelas que unificam os Caminhos de Santiago, e que se transformaram em seu ícone mais universal, começaram a ser pintadas na década de oitenta - quando o Caminho de Santiago era um grande desconhecido e quase não havia estudos sobre essa tradição- pelos dois grandes promotores dessa peregrinação: Elías Valiña, padre de O Cebreiro, primeira localidade galega do Caminho Francês, e Andrés Muñoz, presidente da Associação de Amigos do Caminho de Navarra, que dedicou boa parte da vida à melhoria e à conservação do Caminho Francês e da Via da Prata. Desde então, diversas associações de amigos do Caminho melhoraram e mantiveram a sinalização em suas respectivas zonas de influência". 

Informações ao viajante 

  • Línguas: Espanhol e galego 
  • Saúde: Para entrar na Espanha, nenhuma vacina é obrigatória 
  • Melhor época para visitar: Mesmo para quem não pretende fazer a tradicional caminhada até Santiago, é melhor evitar os picos de frio e calor, agendando a viagem para o período entre maio e o início de junho ou entre setembro e novembro.


fale conosco

redação
[email protected]
(55) 3213-7100
(55) 99136-2472
(WhatsApp)
Endereço
Faixa Nova de Camobi, 4.975, Bairro Camobi, CEP 97105-030, Santa Maria - RS

redes sociais
facebook
instagram
twitter
youtube

 


para assinar
(55) 3213-7272
diariosm.com.br/assinaturas

central do assinante
(55) 3213-7272
(55) 99139-5223
(WhatsApp, apenas falhas de entrega)
[email protected]
[email protected]
chat

para anunciar
(55) 3213-7187
(55) 3213-7190